Usuário

Convidado
Mensagens: 0

Últimos assuntos
» Novidades Panini Comics
Hoje à(s) 05:09 pm por banzé

» Galeria de Arte: Ficção & Fantasia
Hoje à(s) 05:06 pm por banzé

» Agenda Esportiva
Hoje à(s) 10:41 am por banzé

» Solicitações: DC Comics USA (Janeiro/2018)
Ontem à(s) 04:45 pm por banzé

» Galeria de Arte (6): Marvel e DC
Ontem à(s) 11:13 am por banzé

» Novidades dos Canais Esportivos
Ontem à(s) 09:17 am por banzé

» Action Figures: Marvel, DC, etc.
17/10/17, 03:59 pm por banzé

» Galeria de arte: Imagens de animes/mangás
17/10/17, 02:30 pm por banzé

» Atualizações do fórum
17/10/17, 02:28 pm por banzé

» DC Comics - Planeta Diário
16/10/17, 11:14 am por Roger MDC

Parceiros

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Entretenimento » Mundo da Bola (Esportes em geral) » 

Futebol pelo Brasil

Ir à página : Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 2]

banzé

26 Re: Futebol pelo Brasil em 28/03/15, 11:00 am

avatar

Jogos do final de semana pela Globo, SporTV e Premiere.

SÁBADO, 28

Campeonato Paulista

16h Ituano x Portuguesa
Transmissão: Premiere e Premiere HD (com Osvaldo Luis e Renato Leal)

16h São Bernardo x Botafogo-SP
Transmissão: Premiere (com Bachin Jr e William Machado)

18h30 Capivariano x Rio Claro
Transmissão: Premiere e Premiere HD (com Reinaldo Porto e Ivan Andrade)

18h30 Mogi Mirim x Marília
Transmissão: Premiere, Premiere HD e PFCI (com Jorge Vinicius e Rivelino Teixeira)

Campeonato Carioca

16h Bonsucesso x Flamengo
Transmissão: Premiere, PFC HD e PFCI (com Julio Oliveira e Lédio Carmona)

Campeonato Catarinense

16h Joinville x Criciúma
Transmissão: Premiere (com André Lino e Paulinho Criciúma)

Campeonato Goiano

18h30 Crac x Atlético-GO
Transmissão: Premiere (com Cesar Resende e Kleber Guerra)

Campeonato Capixaba

16h30 Rio Branco-ES x Real Noroeste
Transmissão: TV Globo para ES (com Humberto Gomes e Paulo Sérgio)

Eliminatórias Euro 2016

14h Croácia x Noruega
Transmissão: SporTV (com Eduardo Moreno e Carlos Eduardo Lino)

16h45 Holanda x Turquia
Transmissão: SporTV 2 (com Eusébio Resende e Raphael Rezende)

16h45 Bulgária x Itália
Transmissão: SporTV (com Luiz Carlos Jr, Edinho e Dani Monti)

Liga Norte-Americana de Futebol - MLS

17h Montreal Impact x Orlando City
Transmissão: SporTV 3 (com Eduardo Moreno e André Loffredo)

Amistoso

21h Palmeiras 1999 x Amigos de Alex
Transmissão: SporTV (com Jota Jr, Mauricio Noriega e Belletti)

DOMINGO, 29

Campeonato Paulista

16h São Paulo x Linense
Transmissão: TV Globo para São José dos Campos (com Antônio Marcos e Cláudio Nicolini) e Premiere, PFC HD e PFCI (com Linhares Jr e Belletti)

16h Bragantino x Corinthians
Transmissão: TV Globo para SP menos São José dos Campos (com Cleber Machado, Caio Ribeiro e Paulo Cesar Oliveira) e Premiere (com Jota Jr e Ivan Andrade)

18h30 XV de Piracicaba x Ponte Preta
Transmissão: Premiere (com Osvaldo Luis e Renato Leal)

18h30 RB Brasil x Palmeiras
Transmissão: SporTV (com Milton Leite e Mauricio Noriega)

18h30 Penapolense x Audax
Transmissão: Premiere (com Demetrius Garcia e Carlos Bonatelli)

18h30 Santos x São Bento
Transmissão: Premiere e PFC HD (com Bachin Jr e Luiz Ademar)

Campeonato Carioca

16h Vasco x Botafogo
Transmissão: TV Globo para RJ, ES, TO, SE, PB, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF (com Alex Escobar, Junior, Juninho Pernambucano e Renato Marsiglia) e Premiere e PFC HD (com Eduardo Moreno e Roger Flores)

18h30 Fluminense x Barra Mansa
Transmissão: Premiere, PFC HD e PFCI (com Antero Neto e Edinho)

Campeonato Mineiro

16h URT x Cruzeiro
Transmissão: Premiere (com Jaime Junior e Henrique Fernandes)

16h Tombense x América-MG
Transmissão: Premiere (com Paulo Stein e Ricardo Gonzalez)

16h Atlético-MG x Villa Nova
Transmissão: TV Globo para MG (com Rogério Correa, Bob Faria e Marcio Rezende Freitas) e Premiere (com Reinaldo Porto e Rivelino Teixeira)

Campeonato Gaúcho

16h União Frederiquense x Internacional
Transmissão: TV Globo para RS (com Paulo Brito, Mauricio Saraiva e Márcio Chagas da Silva) e Premiere (com Ramiro Rushel e Batista)

18h30 Grêmio x São Paulo-RS
Transmissão: Premiere (com Luiz Alano e Mário Marcos)

Campeonato Catarinense

16h Chapecoense x Figueirense
Transmissão: TV Globo para SC (com Giovani Martinello e Roberto Alves) e Premiere (com André Lino e Paulinho Criciúma)

18h30 Inter de Lages x Metropolitano
Transmissão: Premiere (com Odinei Ribeiro e Raul Quadros)

Campeonato Paranaense

16h Londrina x Atlético-PR
Transmissão: TV Globo para PR (com Felipe Lestar e Cristian Toledo) e Premiere (com Edilson de Souza e Edson Militão)

16h Paraná x Coritiba
Transmissão: Premiere (com Luiz Augusto Xavier e Gil Rocha)

Campeonato Goiano

16h Caldas Novas x Goiás
Transmissão: TV Globo para GO (com Victor Roriz, Claudio Rabello e Teodoro de Castro Lino)

Copa do Nordeste

16h Vitória x América-RN
Transmissão: TV Globo para BA e RN (com Thiago Mastroianni, Darino Sena e Rodrigo Martins Cintra)

16h Sport x Fortaleza
Transmissão: TV Globo para PE (com Rembrandt Junior, Chiquinho e Wilson Souza) e TV Globo para CE (com Kaio Cézar e Paulo Cesar Norões)

Campeonato Alagoano

16h Coruripe x ASA
Transmissão: TV Globo para AL (com Madson Delano, Waldemir Rodrigues e Flávio Feijó)

Campeonato Mato-Grossense

16h Operário x Cuiabá
Transmissão: TV Globo para MT (com Flávio Santos, Hildebrando Daltro e Ruiter de Carvalho)

Campeonato Sul-Mato-Grossense

16h Novoperário x Ivinhema
Transmissão: TV Globo para MS (com Marcos Silvestre e Leomar Ferreira)

Amistoso Internacional

11h Brasil x Chile
Transmissão: TV Globo (com Galvão Bueno, Ronaldo Fenômeno, Casagrande e Arnaldo Cezar Coelho) e SporTV (com Luiz Carlos Jr, Lédio Carmona e Ricardo Rocha)

17h Seleção Olímpica do Brasil x México
Transmissão: SporTV 2 (com Jorge Vinicius e Raphael Rezende)

Eliminatórias Euro 2016

13h Geórgia x Alemanha
Transmissão: SporTV (com Jader Rocha e Ralf Itizel)

15h45 Portugal x Sérvia
Transmissão: SporTV (com Odinei Ribeiro e Carlos Eduardo Lino)

Liga Norte-Americana de futebol - MLS

20h Real Salt Lake x Toronto FC
Transmissão: SporTV 3 (com Roby Porto e Carlos Eduardo Lino)

Sul-Americano Sub-17

20h Brasil x Colômbia
Transmissão: SporTV 2 (com Julio Oliveira e André Loffredo)

22h10 Paraguai x Uruguai
Transmissão: SporTV 2 (com Julio Oliveira e André Loffredo)

Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

Rinaldo

27 Re: Futebol pelo Brasil em 24/11/15, 04:53 pm

avatar
Nível Básico 2
Nível Básico 2
E amanhã o meu verdinho, será igual ao São Paulo de domingo?? Sad Pelo que vejo por aí, parece que esses dois jogos serão apenas formalidade. Até os santistas daqui estão assim. Maior barbada das decisões da Copa do Brasil.

Ver perfil do usuário

banzé

28 Re: Futebol pelo Brasil em 24/11/15, 05:11 pm

avatar

Sou corintiano, mas vou torcer pelo verdão, mesmo achando que vai ser bem difícil. Smile


_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

Rinaldo

banzé

30 Re: Futebol pelo Brasil em 02/12/15, 03:05 pm

avatar

Eu li isso, parece que o Palmeiras vai processar a editora, mas esta já falou que vai colocar esta semana a revista pôster do Palmeiras nas bancas. Surprised


_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

Rinaldo

31 Re: Futebol pelo Brasil em 02/12/15, 07:05 pm

avatar
Nível Básico 2
Nível Básico 2
Já colocou... Depois do rebuliço. Acho que é o Santos que vai processar.
É, mas depois de hoje, todo mundo vai esquecer.

Ver perfil do usuário

Rinaldo

32 Re: Futebol pelo Brasil em 04/12/15, 06:19 pm

avatar
Nível Básico 2
Nível Básico 2


Very Happy Very Happy Razz Razz
cheers cheers cheers cheers

Ver perfil do usuário

banzé

33 Re: Futebol pelo Brasil em 04/12/15, 06:20 pm

avatar

Parabéns, foi um dos melhores jogos do ano, e valeu a pena. Aplausos


_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

Rinaldo

34 Re: Futebol pelo Brasil em 07/12/15, 06:29 pm

avatar
Nível Básico 2
Nível Básico 2

Não teve jeito mesmo. Tardia demais a reação.
Mas ainda estou pensando nas falas desse sr. aí acima. Quando voltou ao comando, ele disse que que enquanto fosse presidente, o Vasco não disputaria a serie B. O que será que ele quis dizer na oportunidade? scratch

Ver perfil do usuário

banzé

35 Re: Futebol pelo Brasil em 10/12/15, 04:12 pm

avatar

Ninguém mais respeita o velho Eurico, o que ele fala ninguém mais presta atenção, somente os puxas-sacos dele no Vasco. Smile


_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

36 Re: Futebol pelo Brasil em 12/12/15, 09:26 am

avatar

Putz, com essa notícia se prova por que temos os dirigentes mais incompetentes do mundo, cada um só pensa em si, e não no geral, e com a ajuda da Globo, a competição já nasce morta, por causa dos interesses da poderosa.Surprised

Globo pressiona dupla Fla-Flu para deixarem a Sul-Minas-Rio, diz site

fonte: Esporte e Mídia

Para tentar digerir a decisão do Cruzeiro de deixar a competição e definir os rumos do grupo, a Liga Sul-Minas-Rio se reúne na segunda-feira (14), no Rio de Janeiro. O desligamento do clube mineiro foi anunciado nesta quinta-feira pelo presidente do clube e da própria Liga, Gilvan de Pinho Tavares.

Segundo o Hoje em Dia, por Frederico Ribeiro e Gláucio Castro. pressionados pela Globo, detentora dos direitos do Campeonato Carioca, Flamengo e Fluminense devem seguir o mesmo caminho nos próximos dias. Com isso, o torneio independente reunindo as equipes associadas, batizado de Primeira Liga, corre risco de não sair do papel.

Publicamente, Gilvan alegou discordância em relação à distribuição das cotas de transmissão de TV do campeonato. Mas, além disso, ele havia se sentido constrangido e até mesmo traído quando o mandatário do Atlético/PR, Mario Celso Petraglia, foi eleito “copresidente” da Liga em uma manobra de bastidores.

Criada para ser financeiramente mais democrática, a Primeira Liga adotaria o modelo inglês: 50% das cotas seriam distribuídas igualmente, outros 25% de acordo com o desempenho dos times, e os outros 25%, proporcionalmente à audiência de cada clube.

De acordo com o presidente da Raposa, porém, a tranmissão ainda não havia sido negociada. “Você não pode fazer um torneio que não tenha cobertura da TV. Trouxemos a questão para a diretoria, fomos apoiados e não vamos disputar um torneio que não vai ser rentável agora”. A arrecadação prevista para a Primeira Liga, entre dinheiro da TV e de patrocinadores, era de R$ 115 milhões.

Dez dos 15 integrantes da entidade disputariam a primeira edição da copa interestadual, entre eles o Cruzeiro e o Atlético. O América ficaria de fora em 2016.





_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

37 Re: Futebol pelo Brasil em 23/12/15, 10:25 am

avatar

Nem feira e rock salvam: elefantes brancos da Copa dão R$ 18 mi de prejuízo

fonte: uol
http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2015/12/23/nem-feira-e-rock-salvam-elefantes-brancos-da-copa-dao-r-18-mi-de-prejuizo.htm

Dos 12 estádios construídos ou reformados para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil, três foram erguidos em Estados sem tradição no futebol do país: Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, Arena Amazônia, em Manaus, e Arena Pantanal, em Cuiabá. Eram, desde o princípio, os maiores candidatos a se tornar "elefantes brancos" após a Copa, em que pese as autoridades públicas jamais terem admitido essa possibilidade.

Agora, o ano de 2015 vai chegando ao fim e já é possível tratar do assunto baseando-se em fatos e números, e não previsões. As três arenas, que são 100% públicas, deram prejuízo. Juntas, consumiram neste ano R$ 17,6* milhões a mais do que arrecadaram. Das três, a Arena Pantanal é a única em que, pelo menos, o cidadão está tendo algum ganho com o equipamento, já que o governo local passou a promover eventos culturais gratuitos dentro da arena, além de incentivar o uso comunitário das praças e dos jardins construídos em seu entorno.

Além do custo operacional, os estádios seguem sendo pagos e assim seguirão por mais de dez anos, na medida em que vencem as parcelas dos empréstimos tomados para bancar as obras.

Em nenhuma das arenas o futebol sozinho é capaz de garantir uma rentabilidade mínima. Assim, cada Estado buscou suas formas de dar uso aos equipamentos. Veja, abaixo, como foi o ano de 2015 daqueles que foram apelidados como elefantes brancos da Copa.

Arena Amazônia: falta de dinheiro para manutenção, pouco futebol e rock´n´roll



Propaganda de show na Arena da Amazônia. Bandas como Paralamas do Sucesso e Detonautas passaram pelo estádio neste ano

Foi um ano de poucos jogos de futebol na arena construída em Manaus por cerca de R$ 750 milhões. Foram cinco partidas nos cinco primeiros meses de 2015, sendo apenas uma valendo por competição do calendário oficial.  

As três primeiras foram do amistoso Super Series, nos dias 21, 23 e 25 de Janeiro, que contou com os times do Sudeste Flamengo, Vasco e São Paulo então em pré-temporada. Depois, no dia 22 de fevereiro, o Nacional-AM enfrentou o Vilhena-RO, pela Copa Verde. Finalmente, no dia 28 de fevereiro, a arena recebeu a partida beneficente entre os amigos do lutador José Aldo contra amigos do ex-jogador Delmo.

Em junho, o estádio recebeu sua primeira partida do Campeonato Amazonense de 2015. Foi a final do torneio, entre Nacional e Princesa do Solimões. Um público de 6.787 pessoas gerou uma renda R$ 93.825, mas nem um centavo foi para os cofres estaduais. Isso porque o governo estadual fez um acordo com os clubes para subsidiar a realização do jogo, a única forma encontrada de fazer com que pelo menos a final do Amazonense fosse disputada na arena.

O sétimo jogo do ano no estádio aconteceu no dia 13 de setembro, na última rodada da Série D do Campeonato Brasileiro. O duelo entre Nacional e Náutico (RR) foi acompanhado por 260 pagantes, que proporcionaram a menor renda do ano, de R$ 2.385, dos quais R$ 238,50 foram revertidos aos cofres estaduais.

A Arena Amazônia não sediou nenhum jogo das séries A e B do Campeonato Brasileiro em 2015, ao contrário das outras 11 sedes do Mundial. O equipamento fecha o ano no vermelho, tendo gerado um prejuízo aos cofres estaduais de R$ 4,08 milhões, contando o montante gasto com manutenção no ano (R$ 4,8 milhões), menos o quanto o Estado arrecadou com jogos e eventos no local (R$ 720,8 mil).

O resultado teria sido pior se não tivessem sido realizados eventos musicais no local. Foram dois festivais: um de rock, em novembro, com as bandas Paralamas do Sucesso, Detonautas e atrações locais, e outro de música eletrônica, no último dia 12, com DJs se apresentando em um evento de mais de 12 horas de música.

Finalmente, o ano de 2015 na Arena Amazônia foi marcado também por problemas de manutenção gerados por falta de recursos. Em fevereiro, para reduzir os custos operacionais, o governo cortou serviços de limpeza que eram feitos após a utilização do equipamento.

Além disso, a empresa contratada para realizar a manutenção do gramado ficou seis meses sem receber. Por causa disso, no mês passado, ela deixou de prestar o serviço por 20 dias, e só retornou a fazê-lo quando o Estado pagou os R$ 440 mil que devia. Mas a interrupção dos trabalhos acarretou em uma infestação de lagartas no gramado, que só voltará a estar em condições de uso em fevereiro do ano que vem.

Arena Pantanal: Muitos jogos, pouca renda e uso criativo do espaço



Governo estadual criou o "Vem pra Arena", evento cultural gratuito que atraiu 25 mil pessoas em novembro

Em Cuiabá, a administração que assumiu o governo estadual no início deste ano usou de criatividade e observação do comportamento espontâneo da população para garantir que o estádio tivesse maior utilidade, mas não conseguiu impedir que ele gerasse prejuízo financeiro aos cofres públicos.

A arena foi erguida por quase R$ 700 milhões. Para incentivar a utilização do equipamento, o governo estadual decidiu arcar integralmente com o custo de manutenção em 2015. "O custo mensal de manutenção do estádio é de R$ 600 mil, que estão sendo pagos integralmente pela Secretaria de Estado das Cidades (totalizando R$ 7,2 milhões). Para 2016, está previsto um decreto que regulamentará a cobrança pelos eventos realizados na Arena Pantanal", informa a pasta.

Dessa maneira, pelo menos foi possível garantir que a população pudesse usufruir da praça esportiva. A Arena Pantanal recebeu um público de quase 100 mil pessoas só no mês de novembro. Um quarto disso, ou 25 mil pessoas, não pagou nada para entrar, são aqueles que passaram pelo local na quarta edição do programa "Vem Pra Arena", criado pelo governo estadual. Ele ocorre em fins de semana, tem entrada gratuita e conta com atrações musicais, cênicas e praça gastronômica a preços acessíveis, das 18h às 22h.

A ideia de dar um uso cultural e gratuito ao estádio surgiu da observação da maneira como os cuiabanos vinham ocupando o espaço. Em volta da arena, há praças e jardins, que passaram a ser ocupados pela população como se fosse um parque, com jovens e famílias andando de bicicleta, skate e fazendo exercícios.

Não pagar para utilizar o estádio incentivou os clubes locais a utilizá-lo. Em 2015, a Arena Pantanal recebeu mais de 250 mil pessoas, em quase 150 eventos realizados. Deste total, pouco mais de um terço foram partidas de futebol, a grande maioria com público inferior a 2.000 pessoas.

No dia 21 do mês passado, o estádio recebeu a final da Superliga Centro-Sul de Futebol Americano, entre o Cuiabá Arsenal e o Coritiba Crocodiles. Foram 15 mil espectadores, recorde de público da modalidade no Brasil.

E foi também quase o maior público do estádio no ano, só perdeu para Vasco e Flamengo, no dia 28 de junho, pelo Campeonato Brasileiro, que levou 16.602 torcedores à arena e proporcionou a maior renda de 2015: R$ 1,15 milhão.

Os outros jogos da Série A do Brasileiro que aconteceram na Arena Pantanal atraíram menor público do que a final do futebol americano. Cruzeiro e Corinthians, pela primeira rodada do Brasileirão, foi visto por 11.773 pessoas. Ponte Preta e Palmeiras teve um total de 11.074 pagantes. Já o maior público pagante em uma partida com equipes locais foi a final do Campeonato Mato-Grossense, com 6.331 ingressos vendidos.

Estádio Nacional Mané Garrincha: virou repartição pública e garagem de ônibus



Mais de 400 ônibus estacionam no anel externo do mais caro estádio da Copa

Em Brasília, a maior e uma das mais caras arenas da Copa (R$ 1,6 bilhão, segundo o Tribunal de Contas do DF), o Estádio Nacional de Brasília, jamais teve sua capacidade total de público (72 mil) atingida em jogos após o Mundial de futebol.

Até novembro deste ano, a arrecadação do Governo do Distrito Federal com 13 partidas e 52 eventos que foram realizados no estádio brasiliense foi de R$ 1,5 milhão. Já os gastos operacionais estimados até o mês passado foram de R$ 7,7 milhões. Ou seja, um prejuízo de R$ 6,2 milhões. Os números são do próprio governo distrital.

Em março deste ano, quando ainda não havia recebido sequer uma partida oficial no trimestre, a arena entrou nos planos logísticos do governo distrital, que, em maio, remanejou os servidores das secretarias de Esporte, de Desenvolvimento Econômico e Sustentável, e Desenvolvimento Humano e Social para as salas internas do estádio. Foram cerca de 400 servidores remanejados.

O espaço passou a receber também eventos oficiais de Estado. No dia 23 do mês passado, sediou o Fórum de Gestão Pública do Consad (Conselho Nacional de Secretários de Estado da Administração), realizado na Tribuna de Honra

Já a área externa do estádio passou a ser utilizada como estacionamento dos ônibus que circulam na cidade. Além disso, o mesmo espaço já foi utilizado para shows de duplas sertanejas, grupos de pagode e festivais de música eletrônica.

Isso não significa que o estádio não tenha recebido jogos em 2015. Foram 14 partidas no total, a maioria com público inferior a 10 mil pessoas, ou 15% da capacidade.

A última foi no dia 17 de setembro: Flamengo e Ponte Preta jogaram para 12.814 pagantes, que proporcionaram renda bruta de R$ 640 mil. O recorde de público foi no dia 22 de novembro, entre Flamengo e Coritiba: 67.011 pagantes e renda de R$ 3.995.500. Já o jogo com menos torcedores foi Legião e Don Pedro, pela Série B do Campeonato Brasiliense, que levou 270 torcedores à arena no dia 31 de outubro.


* Considerando uma projeção de prejuízo anual do Mané Garrincha em R$ 6,8 milhões, baseada no prejuízo dos primeiros 11 meses do ano, de R$ 6,2 milhões. A arena de Brasília ainda não divulgou números da operação anual.


_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

Rinaldo

38 Re: Futebol pelo Brasil em 23/12/15, 07:32 pm

avatar
Nível Básico 2
Nível Básico 2
E oito estádios dariam conta. Evil or Very Mad

Ver perfil do usuário

Rinaldo

39 Re: Futebol pelo Brasil em 25/01/16, 08:43 pm

avatar
Nível Básico 2
Nível Básico 2
banzé escreveu:
Li agora a pouco no site da Cbf que a própria jogou a competição para o ano que vem. silent

Ver perfil do usuário

banzé

40 Re: Futebol pelo Brasil em 26/01/16, 12:02 pm

avatar

Parece que os clubes envolvidos na competição não vão aceitar isso, e irão realizar a Copa de qualquer jeito, vamos ver. Shocked


_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

41 Re: Futebol pelo Brasil em 03/04/16, 12:26 pm

avatar

Acredito que dará certo, essa liga. E o EI quer novas competições pelo Brasil, só espero qeu os clubes não a usem para Globo pagar mais. Surprised

Clubes discutem criação de Liga Paranaense e buscam apoio do Esporte Interativo

fonte: Esporte e Mídia

Na noite da última terça-feira (29/3), representantes de clubes paranaense se reuniram em um hotel no centro da capital e começaram a discutir a Liga Paranaense de futebol profissional. A ideia, apoiada pelo trio Atlético/PR, Coritiba e Paraná, busca o rompimento com a Federação Paranaense de Futebol (FPF), segundo o Lancenet!, por Daniel Piva.

O trio de ferro de Curitiba já tinha tentado, nas eleições do ano passado, apoiar um candidato para ajudar a assumir a entidade máxima paranaense. Entretanto, o mandatário Hélio Cury se reelegeu e alguns times profissionais decidiram ir por outro caminho a partir deste ano.

A reunião da última noite estava programada após conversas entre os idealizadores. E o presidente será um deles: Ricardo Gomyde, candidato derrotado no pleito da FPF em 2015 e no Senado, em 2014. Juliano Tetto, ex-diretor jurídico da Federação e do Tricolor, além de integrante da chapa de oposição, é outro idealizador da Liga. O vice-presidente de marketing do Furacão, Mauro Holzmann, deve ser o segundo homem-forte da instituição, sendo vice.

"Os clubes estão sendo sufocados pelo modelo de gestão, para que o futebol consiga sobressair, é necessário que os clubes busquem alternativas. A primeira foi bater chapa, infelizmente o futebol amador teve o mesmo peso do profissional e acabou elegendo o atual gestor. Sabendo disso, as mobilizações continuaram. Partiu do Paraná (dupla Atletiba) a Primeira Liga, e também agora da Liga Paranaense", declarou Fábio Mello, presidente do Campo Mourão, em entrevista à Banda B.

O encontro teve a participação de aproximadamente 25 times, da primeira, segunda e terceira pisão do Estadual. O foco principal para conseguir conquistar a adesão dos clubes do interior é na questão financeira. As equipes reclamam da disparidade de cotas televisivas e prejuízos constantes nas disputas do Campeonato Paranaense, em todas as pisões. Além disso ainda há uma certa rejeição com os nomes principais do futuro órgão.

Uma das saídas da Liga Paranaense é conseguir um bom acordo de televisão para melhor distribuição, além da publicidade. Por isso, o presidente do Conselho Deliberativo do Atlético/PR, Mario Celso Petraglia, espera usar sua influência para conquistar o Esporte Interativo para transmissão - vale lembrar que o Furacão foi o primeiro da elite a ser confirmado oficialmente pela emissora americana pela vendas dos direitos de 2019-2014, do Campeonato Brasileiro.

Outro problema a ser solucionado é a possibilidade de desfiliação, prevista no artigo 39 do estatuto da FPF. O texto afirma diz que a entidade é o único órgão capaz de dirigir o futebol do Estado e, assim, obriga os clubes a disputarem uma competição de base e outra profissional que seja organizada pela FPF.

Com esse risco, os clubes criarão uma comissão especial para tratar o assunto juridicamente para depois fundar a Liga oficialmente. Em 2017, aliás, é ter um Campeonato Paranaense criado pela nova instituição. No retrato atual, entretanto, os clubes teriam que disputar dois estaduais (FPF e Liga) ou serem desfiliados, impossibilitando suas participações no Brasileiro e na Copa do Brasil.

"Vai ter o Campeonato Paranaense da liga, não podemos falar nada sobre o calendário da Federação. Toda essa gestão já tem uma prévia conversada com a CBF e é rigorosamente dentro da legislação da Lei Pelé, portanto, com todas possibilidades de ascensão e crescimento perante a Confederação", afirmou o confiante Mello.

Já o presidente do Coritiba, Rogério Bacellar, foi mais cauteloso e comentou que o projeto ainda é embrionário. O mandatário alviverde não quer pressa para a criação da Liga e mais encontros serão realizados no decorrer do ano.

"Não digo que é um primeiro passo para uma liga, mas um primeiro passo para fortalecer os clubes. Os problemas de todos os clubes são calendário e dinheiro. Todos querem melhorar isso. Todo mundo pensou que chegaríamos aqui com um prato pronto e não foi assim. A ideia é que se discuta novos formatos e projetos", finalizou, em entrevista ao jornal Gazeta do Povo.



_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

42 Re: Futebol pelo Brasil em 09/04/16, 09:18 am

avatar

É o Flamengo fazendo jogo de cintura, pra levar de graça o Maracanã, já que não tem interesse em fazer estádio. Smile


Flamengo tem oferta de construção de arena para 48 mil pessoas e vai pressionar o governo do Rio


fonte: Folha de São Paulo
POR MARCEL RIZZO

O Flamengo vai usar proposta que recebeu para construção de estádio como trunfo para pressionar o governo do Rio a abrir nova licitação para administrar o Maracanã, ainda a preferência do clube.

A direção se reuniu há 15 dias com grupo de investidores que apresentou projeto para levantar uma arena para 48 mil pessoas. A custo de R$ 700 milhões, teria gestão parecida com a do Palmeiras — o Flamengo não teria gastos na manutenção, e receberia porcentagem de receitas.

O local. O terreno preferido dos investidores que apresentaram o projeto ao Flamengo fica em Guaratiba, na zona oeste do Rio, e seria usado para uma vigília do Papa Francisco durante a Jornada Mundial da Juventude, em 2015. O local, porém, alagou com as chuvas e o evento teve que ir para Copacabana.

Planos. A proposta foi apresentada à comissão de diretores e conselheiros do Flamengo. Outra ideia, reformar a Gávea, está colocada de lado porque dificilmente seria aprovada pela prefeitura por questões ambientais.

Mais estádio. O Santos projeta que a arena que pretende levantar na Baixada Santista para dividir com Portuguesa santista e Portuários custe no máximo R$ 400 milhões. “Não vai passar perto do bilhão que outras arenas custaram”, disse o presidente santista, Modesto Roma Jr. Para a Copa do Mundo de 2014, três estádios ultrapassaram o bilhão em custo (veja no quadro ao lado).

Contagem. A CBF ainda tem esperança de ter Neymar na Copa América e na Olimpíada, apesar da negativa do Barcelona, e vai apresentar planilha ao clube mostrando que o jogador terá 22 dias de férias mesmo jogando os dois torneios. O problema é que em 2015, mesmo com a Copa América do Chile, o atleta ficou 38 dias descansando.

Patrocínio. O São Paulo quase vendeu o ombro da camisa para o Grupo Votorantim, que anunciaria um de suas empresas, a ser definida. O negócio, porém, travou na papelada final.

Tocha alternativa. Dos 2.400 carregadores da tocha olímpica da Rio-2016 selecionados pela Coca-Cola, que patrocina o evento, três a levarão de maneira alternativa. A skatista tetracampeã mundial Karen Jonz percorrerá 200 metros em São Francisco do Sul (SC) com skate. Já em Porto Alegre (RS) , um empresário estará a cavalo e em Imperatriz (MA) uma professora vai de patins.


_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

43 Re: Futebol pelo Brasil em 06/05/16, 06:18 pm

avatar

Pô, o campeonato é tão bom, e já querem mudar as regras, diminuindo os participantes ? Sou contra. Surprised

Presidente do Sport diz que clubes darão adeus aos estaduais com novo Nordestão; contratos de TV são impasse

fonte: Mídia Esportiva

Depois de se posicionar contra a CBF e anunciar que priorizaria a Sul-Americana em detrimento da Copa do Brasil nesta temporada, o Sport mantém conversa com outros clubes em nova linha de frente sobre o calendário: deixar de disputar os estaduais e se dedicar apenas à Copa do Nordeste nos primeiros meses do ano. A articulação foi confirmada ao ESPN.com.br pelo presidente João Humberto Martorelli durante a festa de lançamento do Brasileiro, em São Paulo.

Uma reunião sobre o assunto foi realizada recentemente no Recife e a expectativa é de que ele seja retomado a partir da próxima semana.

Entre as mudanças propostas inicialmente para o Nordestão, estão as seguintes:

- a redução de 20 para 12 participantes no Nordestão;

- a disputa de turno único em pontos corridos para definir semifinalistas;

- ranking da CBF na primeira temporada como critério para escolha de participantes;

- criação da Série B do regional, que, a princípio, seria subsidiada com receita da A, teria como fórmula o mata-mata e seria formada a partir da classificação dos estaduais;

- e o adeus dos membros da primeira divisão aos seus respectivos campeonatos locais.

A princípio, existem empecilhos nesse sentido, como uma eventual briga com as federações, que se encontraram recentemente na sede da CBF, no Rio de Janeiro, com essa pauta, os contratos de TV ainda em vigência dos estaduais - na Bahia, ele se encerra em 2020, enquanto que no Ceará e em Pernambuco, em 2018, por exemplo - e, por fim, o receio de que parte dos clubes recue por pressão nos bastidores.

Martorelli assegura que os três grandes pernambucanos estão juntos nessa briga. "Queremos acabar com os estaduais", disse o mandatário rubro-negro, em contato com a reportagem.

"Os clubes estão se entendendo (sobre a Copa do Nordeste), discutindo e já existe um grande apoio, sobretudo, em Pernambuco e na Bahia. Os estaduais serviriam basicamente para acesso à Série B. Teríamos uma competição em pontos corridos, 12 times e quatro avançando para as fases finais. Santa Cruz e Náutico apoiam. Acho que vem forte esse movimento", completou.



_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 2]

Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum