Usuário

Convidado
Mensagens: 0

Últimos assuntos
» Galeria de Arte (6): Marvel e DC
Ontem à(s) 03:37 pm por banzé

» Novidades Panini Comics
Ontem à(s) 03:07 pm por Diego

» Agenda Esportiva
Ontem à(s) 09:30 am por banzé

» Esportes, Marketing e Negócios
06/12/17, 09:21 am por banzé

» GIFs e Imagens Legais
05/12/17, 04:10 pm por banzé

» Galeria de Arte: Ficção & Fantasia
05/12/17, 11:02 am por banzé

» DC Comics - Planeta Diário
03/12/17, 11:17 am por Roger MDC

» Marvel Studios: Saiu o trailer dos Vingadores: Guerra Infinita
30/11/17, 03:10 pm por banzé

» Galeria de Arte: Tex e os Heróis Bonelli
29/11/17, 01:42 pm por banzé

» Futebol Europeu: Temporada 2017/2018
29/11/17, 10:07 am por banzé

Parceiros

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Entretenimento » Mundo da Bola (Esportes em geral) » 

Esportes, Marketing e Negócios

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 9 ... 15  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 4 de 15]

ricardo83

76 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 29/01/15, 06:53 pm

avatar
Nível Básico 4
Nível Básico 4
Penalty e Olympikus ainda tentam, mas é difícil mesmo competir com os estrangeiros.

Ver perfil do usuário

banzé

77 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 02/02/15, 12:16 pm

avatar

@ricardo83 escreveu:Penalty e Olympikus ainda tentam, mas é difícil mesmo competir com os estrangeiros.

Acho que somente times considerados pequenos, estamparão essas marcas mais desconhecidas, a partir de agora. Surprised

Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

78 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 02/02/15, 12:19 pm

avatar

Patrocinadora de 10 times da Série A, TIM acerta parceria com Atlético-PR e Coritiba

Empresa estampa logo em número da camisa de equipes e lança serviço de informação de clubes via celular.

A TIM anunciou nesta quinta-feira, patrocínio dentro do número das camisas de Atlético-PR e Coritiba. A empresa de telefonia já conta com estratégia semelhante em outras dez equipes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro: Atlético-MG, Bahia, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Vasco e Vitória.

A parceria com os times do Paraná retoma apoio da empresa de telefonia, que já patrocinou Atlético-PR e Coritiba em 2001. Os uniformes com o logo da TIM na numeração já estarão em campo durante o Campeonato Paranaense.

“Essas duas novas parcerias reforçam nossa presença no Paraná, onde somos líderes de mercado, e são fundamentais em nossa plataforma de apoio ao esporte mais popular do país”, afirma Carlos Eduardo Spezin Lopes, diretor da TIM no Paraná.

“A TIM entrou no mundo do futebol não somente com o foco em patrocínio, mas para aproximar ainda mais os torcedores dos seus clubes”, acrescentou o executivo.

Além das camisas de jogo, a TIM irá colocar sua marca nos uniformes de reino, em backdrops dos clubes, em placas de publicidade e nos centros de treinamento. Os contratos são válidos por um ano e preveem ainda ações promocionais com a torcida. Uma das ativações previstas será o lançamento das ofertas TIM Torcedor, que permite aos clientes receber notícias diárias, alertas de gols, entre outros conteúdos gratuitos. O consumidor poderá comprar um chip pré-pago da TIM do Atlético-PR ou Coritiba ou aderir através do call center. A previsão de lançamento é março de 2015.

“Queremos estabelecer uma comunicação via TIM entre nossos torcedores”, afirmou Luiz Emed, vice-presidente do Atlético-PR.

Rogério Bacellar, presidente do Coritiba, elogiou a nova parceira por atender a uma reivindicação do clube. “A operadora entendeu e valorizou nossas tradições ao atender ao interesse de nossa torcida com uma concessão que poucas empresas fariam, que foi a mudança das cores de sua logomarca”, afirmou o dirigente.

A TIM criou sua plataforma de futebol em 2010. No final do ano passado, a empresa ativou seu patrocínio com uma promoção em que torcedores enviavam sugestão de novos cantos pelo Twitter. As mensagens mais criativas foram gravadas em vídeo e divulgadas nas redes sociais.



Modelos exibem os novos uniformes, com o logo da TIM

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/patrocinadora-de-10-times-da-serie-tim-acerta-parceria-com-atletico-pr-e-coritiba_27782.html#ixzz3Qb60m7Sp



Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

79 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 03/02/15, 10:06 am

avatar

Justiça nega nova liminar a Ancine e Sports+ segue no ar na Sky

fonte: Esporte e Mídia

Na semana passada, a Agência Nacional de Cinema (Ancine) obteve uma nova derrota na Justiça. Outra liminar para retirar o canal Sports+ na Sky foi negada. O juiz relator do caso afirmou que não haviam provas contundentes de que, de fato, há ilegalidade no funcionamento do canal esportivo.

De acordo com o NaTelinha, por Gabriel Vaquer, contudo, a Ancine poderá recorrer da decisão, se assim achar necessário.

O Sports+ foi considerado ilegal, porque a Ancine notou irregularidades na programação da emissora. A Sky é a única a distribuir o canal e é suspeita de comandá-lo, o que pode ferir a lei que proíbe as prestadoras de serviços de telecomunicações de atuar na atividade de programação de conteúdo.

Em 2012, a Sky criou o Sky Sports, mas com a nova legislação que proibia tal prática, o canal mudou de nome e virou Sports +. Porém, a Ancine suspeita que a operadora presidida por Luiz Eduardo Batista tenha usado o nome de uma programadora uruguaia chamada Time Out. A empresa foi criada apenas depois da lei e só possui o Sports + em seu catálogo de canais.

No ano passado, a Ancine chegou a dar cinco dias para a Sky retirar a emissora do ar, mas uma liminar, que vigora até hoje, permitiu que o Sports+ continuasse no ar.




Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

80 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 03/02/15, 10:10 am

avatar

Objeivo da Turner é levar Esporte Interativo às operadoras em um mês

fonte: Esporte e Mídia

"Em um mês estaremos prontos para apresentar às operadoras de TV por assinatura uma formatação dos nossos canais e como a Liga dos Campeões será transmitida". A afirmação é de Edgar Diniz, presidente do Esporte Interativo, que foi comprado integralmente pela Turner na última semana.

Segundo ele, em entrevista ao Tele Viva, por Fernando Lauterjung, os dois canais nacionais do Esporte Interativo (um novo deve ser criado) trarão "todos e os melhores jogos da UEFA". Ele não destaca, no entanto, que algumas partidas sejam exibidas em outros canais da Turner. Além disso, destaca, a plataforma online do Esporte Interativo garantirá que todos os jogos sejam exibidos ao vivo, mesmo quando outras partidas estejam sendo transmitidas nos canais de TV paga. A plataforma online é restrita aos assinantes do Esporte Interativo.

Diniz desmentiu a informação que circulou na imprensa no final de 2014 sobre a exigência de distribuição mínima no contrato com a Uefa. "Mas é do nosso interesse que o campeonato tenha a melhor distribuição possível", destaca. Portanto, mesmo que não consiga ampliar a penetração do canal até o início do campeonato, a Turner não seria obrigada a levar as partidas para os seus outros canais, mantendo o poder de negociação com as operadoras.

Diniz falou ainda sobre os eventos esportivos realizados pelo Esporte Interativo. Segundo ele, não há nenhum movimento para lançar novos eventos, mas, agora sob a Turner, o Esporte Interativo ainda vê a Copa Nordeste como um evento estratégico. "Criamos um conteúdo que ajudou a aumentar a penetração da TV por assinatura no mercado onde o serviço mais cresce", disse.

Segundo ele, nenhuma outra região tem o mesmo apelo que a Nordeste para a criação de um canal de TV paga exclusivo, como é o caso do Esporte Interativo Nordeste. No entanto, outros eventos regionais devem ser abrigados na grade de programação do canal esportivo nacional.

FOCO NA TV PAGA

Ainda segundo Diniz, aí já no TeleTime, o objetivo da Turner com a aquisição do canal é expandir a penetração do EI nas operações de TV por assinatura e ter um canal competitivo na compra de direitos nesta plataforma. “No fundo, todo mundo sabe que é esse o caminho. Essa questão regulatória é por falta de conhecimento dos contratos que temos com as empresas de radiodifusão, ou então receio do aumento de competição na televisão”, disse o executivo, referindo-se às afirmações dadas a este noticiário pelo presidente da Abert na última sexta, dia 30.

Segundo Diniz, o Esporte Interativo não tem nenhuma concessão de televisão aberta e o modelo de negócios com o grupo Estadão, dono da TV Eldorado de Santa Inês/MA e sua repetidora em São Paulo, e com as outras emissoras que transmitem o Esporte Interativo em TV aberta é de licenciamento de conteúdo. “Todos os grandes grupos estrangeiros que estão na TV paga brasileira também licenciam conteúdo na TV aberta”, disse.

Questionado sobre a operação destes canais, Diniz afirma que o Esporte Interativo não tem ingerência sobre a grade de programação, cabendo aos donos destes canais a formatação da grade. “Nem todos os canais licenciam o mesmo volume de conteúdo”, completa. No entanto, sobre a publicidade inserida nos programas do Esporte Interativo, Diniz diz que a comercialização acabe, sim, ao canal esportivo. “A marca Esporte Interativo é anterior ao canal de TV. Quando nós tínhamos o mesmo tipo de contrato para levar o conteúdo com publicidade à RedeTV! e, mais tarde, à Bandeirantes, ninguém dizia que éramos controladores de concessão”, completa.

Segundo Diniz, que segue no comando do Esporte Interativo após a aquisição por parte da Turner, não está nos planos abandonar o negócio com estes canais de radiodifusão aberta e na parabólica. No entanto, diz, “o foco é fortalecer o canal de TV paga, o resto é acessório”.




Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

81 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 03/02/15, 10:13 am

avatar

TV paga mais de R$ 7 milhões pelos direitos do Campeonato Catarinense

fonte: Esporte e Mídia

A RBS TV (afiliada Globo) paga pelos direitos de transmissão do Campeonato Catarinense o valor total de R$ 4.550,000,00, de acordo com a Rádio Difusora, por Tony Marcos.

Porém, descontados os valores do direito de Imagem, Federação Catarinense, Associação de Clubes e arbitragem, sobra o seguinte para os clubes: Criciúma, Avai, Joinville, Figueirense e Chapecoense recebem R$ 424.831,00, Atlético de Ibirama, Metropolitano, e Marcilio Dias recebem R$ 249.930,00, Inter de Lages e Guarani recebem 124.965,00

Já a cota do Premiere é de R$ 2.750,000,00, e quando retirado os mesmos descontos acima fica Criciúma, Avai, Joinville, Figueirense e Chapecoense com R$ 248.000,00 e Atlético, Metropolitano, Marcilio Dias, Guarani e Internacional R$ com 82.825,00. O contrato de direito de transmissão da TV Fechada é de três anos.



Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

82 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 03/02/15, 03:45 pm

avatar

Globo divide R$ 300 milhões de pay-per-view com clubes; Conheça os valores

fonte: Mídia Esportiva



Detentora dos direitos de transmissão do Brasileirão, a TV Globo repassará R$ 300 milhões a serem divididos pelos clubes a partir deste mês. Esse dinheiro é referente à venda de pacotes de pay-per-view em 2014 e distribuído a partir de pesquisa realizada pelo Ibope em conjunto com a Datafolha entre os meses de junho e julho. No último ano, foram cerca de 10 mil entrevistados, que asseguraram a manutenção de Flamengo e Corinthians na frente, com praticamente um terço de toda a receita.



Juntos, os dois receberão R$ 84 milhões, de acordo com documento enviado pela Globo aos representantes dos times e obtido pelo ESPN.com.br.

A grana será repassada em duas parcelas de 50%, cada: a primeira no próximo dia 28 de fevereiro, e a segunda em 31 de março.


Nem todos terão direito ao pagamento integral da verba, no entanto. O Santos foi um dos que recorreu à emissora para pedir adiantamento e, assim, amenizar a sua situação financeira nesse início de temporada.

Ao todo, 1.825 mil domicílios foram consultados pelos institutos de pesquisa para que fosse definido o rateio do pay-per-view. Cruzeiro e Bahia foram as equipes que mais cresceram na comparação com 2013 enquanto que o Vasco, que passou a última temporada na Série B, acabou sendo o que sofreu a maior queda.




A expectativa é de um faturamento ainda maior neste ano. Segundo dados da Globo, o crescimento da base de assinantes deve ser de 15% em 2015. O PPV tem sido uma receita cada vez mais importante para os clubes. Entre os dirigentes, o ex-presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, costumava defender que os jogos de seu time não fossem mais transmitidos na televisão aberta para que pudessem dessa maneira atrair maior interesse na venda no canal fechado e aumentar a sua arrecadação.

Os números foram apresentados aos clubes em reunião em São Paulo, ainda no fim do ano passado. Na ocasião, diversos dirigentes aproveitaram a presença de executivos da Globo para contestar a metodologia de pesquisa utilizada pelo Ibope e pela Datafolha. Eles argumentaram que o modelo atual de distribuição da verba, em vigência desde 2011, é simplório demais e abre espaço para uma suposta ‘margem de erro'.

Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

ricardo83

83 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 03/02/15, 04:37 pm

avatar
Nível Básico 4
Nível Básico 4

Ver perfil do usuário

banzé

84 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 03/02/15, 04:52 pm

avatar

Até que enfim, uma boa noticia, o EI não entrava na Sky por pura birra da diretoria , que não queria discutir com a Globo, agora falta apenas a GVT e Net. Smile

Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

85 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 04/02/15, 03:35 pm

avatar

Para atender o mercado exterior, Globo muda nome do Brasileirão para 'Brazilian League'

fonte: Esporte e Mídia

A falta de interesse pelo Campeonato Brasileiro no exterior fez com que a TV Globo preparasse uma série de medidas para a melhoria de seu produto, segundo informações do ESPN.com.br, por Marcus Alves.

Dentre elas, segundo documento encaminhado aos clubes, está a mudança no nome do campeonato: ao contrário de ‘Brasileirão', ele passará a ser vendido como ‘Brazilian League' para reforçar, assim, o seu caráter nacional.

Outro argumento citado pela emissora para promover a alteração é a dificuldade dos estrangeiros em pronunciar o sufixo ‘ão' da nomenclatura anterior.

Não existe consenso entre os dirigentes em torno da alteração. Parte deles contesta a estratégia da detentora dos direitos de transmissão de apostar na imagem de atletas mais rodados para promover o futebol brasileiro. Em 2014, ela destacou Ronaldinho Gaúcho, Fred e Alexandre Pato.

A impressão é de que esse modelo apenas reforça a falta de renovação nos gramados locais.



Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

86 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 10/02/15, 06:11 pm

avatar

Premier League anuncia novo acordo por transmissão da TV: R$ 22 bilhões por três temporadas

fonte: Mídia Esportiva

A Premier League divulgou nesta terça-feira o resultado da vendo dos direitos de televisão do torneio. O novo valor é um recorde. As emissoras Sky Sports e BT vão compartilhar os jogos da competição na Grã-Bretanha e vão pagar um valor de 5,136 bilhões de libras (R$ 22,14 bilhões) entre 2016 e 2019, um acréscimo de 70% em relação ao contrato anterior. Cada partida vai custar cerca de 10 milhões de libras (R$ 43 milhões).

Na divisão, a Sky Sports vai pagar 4,176 bilhões de libras (R$ 17,96 bilhões) para transmitir 126 jogos por temporada, o que representa cerca de 13% do seu faturamento total. A BT vai ter o direito de mostrar 42 partidas e vai pagar 960 milhões de libras (R$ 4,13 bilhões).

- Os clubes da Premier League atingiram um nível de competição e levam um futebol aos torcedores, tanto nos estádios quanto na televisão, que atingiram novos patamares - disse Richard Scudamore, diretor executivo da Premier League: - A Sky Sports e a BT Sport têm feito um trabalho tremendo para levar os jogos aos fãs e ajudam os clubes a investirem no futebol, estrutura e desenvolvimento da base.

O dirigente ainda valorizou o fato de mesmo clubes pequenos poderem receber bastante dinheiro. Garantiu ainda que as equipes têm o compromisso de encherem os seus estádios.

- O Burnley é mais poderoso economicamente que o Ajax, o que quer dizer muito sobre o que a nossa liga está fazendo. Os clubes ainda precisam falar sobre preços de ingressos para manter os estádios cheios. Talvez tenha um grande aumento de trabalho para eles.

A informação é do site Lancenet!


Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

87 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 11/02/15, 03:47 pm

avatar

NBA estuda Jogo das Estrelas e até times europeus na liga

Principal executivo de torneio, Adam Silver também planeja permissão para patrocínio nas camisas.

Adam Silver, principal executivo da NBA, estuda uma série de mudanças que irá alterar o sistema de disputa e os negócios da liga norte-americana de basquete. Uma das principais inovações é a possibilidade de programar uma edição do Jogo das Estrelas na Europa, um dos principais mercados da liga fora dos Estados Unidos. Habitué dos tours internacionais da NBA, o velho continente já chegou a sediar inclusive jogos da temporada regular.

O sonho do dirigente, porém, é que um dia haja uma conferência da NBA exclusivamente com clubes europeus. Por ora, dificuldades de organização impossibilitam a iniciativa. No mês passado, Silver chegou a citar, para o diário britânico The Guardian, que Inglaterra, Alemanha, França e Espanha seriam as candidatas naturais para abrigar franquias da liga, já que contam com ginásios nos mesmos moldes das arenas norte-americanas.

Inovação mais próxima de ser implementada é a permissão, pela primeira vez na história, para as equipes usarem publicidade em camisa, como já acontece com o futebol. Uma iniciativa pioneira aconteceu nesta temporada com o Westchester Knicks, da NBDL (liga de desenvolvimento da NBA). A equipe, uma espécie de filial do New York Knicks, teve permissão de usar patrocínio do Chase Bank em sua camiseta.

Ciente de que a convocação para o All Star Game também gera bônus nos salários dos atletas, Silver também considera a possibilidade de aumentar o número de vagas de cada seleção de conferência para até 15 jogadores.

Mudança mais inusitada foi proposta a Silver por Mark Cuban, dono do Dallas Mavericks, que quer uma redistribuição de equipes entre as Conferências Leste e Oeste. A proposta de Cuban se baseia no fato de que o Dallas, oitavo colocado do Oeste na última temporada, fez campanha melhor do que o Toronto Raptors, terceiro classificado do Leste.

Silver considera a ideia de enviar San Antonio Spurs (atual campeão), Houston Rockets e New Orleans Pelicans para a Conferência Leste. Em troca, o Oeste receberia Chicago Bulls, Indiana Pacers, Milwaukee Bucks e Detroit Pistons. A proposta esbarra em duas dificuldades: a localização geográfica das franquias e daria menos força a rivalidades regionais, como é o caso da disputa entre San Antonio, Houston e Dallas pelo título da Divisão Sudoeste.

Pensando em inovações, o dirigente também pensa em mexer nos playoffs. Os campeões das seis divisões teriam vaga assegurada na fase de mata-matas. Os outros dez melhores classificados, independentemente de conferências, integrariam a segunda fase da NBA. Essa proposta recebeu críticas porque obrigaria algumas equipes a se desgastarem com viagens mais longas.

Quanto ao draft, Silver pretende não fazer distinção entre as equipes com quatro piores campanhas para ter preferência de escolha na loteria de calouros, que renova os elencos da NBA todos os anos. Isso evitaria um time de abrir mão do campeonato para ter chance de conseguir a melhor escolha no draft para a temporada seguinte.




Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/nba-estuda-jogo-das-estrelas-e-ate-times-europeus-na-liga_27837.html#ixzz3RSYvj99W

Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

ricardo83

88 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 12/02/15, 03:14 pm

avatar
Nível Básico 4
Nível Básico 4
Absurdo esse dinheiro que a PL vai garantir.

Ver perfil do usuário

banzé

89 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 12/02/15, 03:17 pm

avatar

Pois é, será que no Brasil teremos um dia metade, da metade deste valor ???

Somente a dona Globo pra responder, já que os clubes são escravos dela, e preferem continuar a ser submissas. Smile

Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

ricardo83

90 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 13/02/15, 08:57 am

avatar
Nível Básico 4
Nível Básico 4
O que é muito sempre pode ficar maior. Especialmente se for o sucesso e o dinheiro que movimenta a Premier League. A liga inglesa acabou de renegociar os direitos de transmissão apenas para a TV interna por 5,136 bilhões de libras. Ou 22,2 bilhões de reais para os próximos três anos. A Sky e a BTSport são as detentoras dos direitos.
Como trata-se apenas do acordo para as transmissões dentro do próprio Reino Unido, ainda haverá mais dinheiro para esse bolo, oriundo das TVs de outras partes do mundo (no acordo anterior, 2 milhões de libras).
Na Inglaterra 50% do dinheiro é dividido igualmente entre os 20 times da primeira divisão. Depois, 25% de acordo com a classificação do último campeonato e 25% para os que têm mais jogos exibidos. Na última temporada, o Liverpool foi quem mais ganhou: 86 milhões de libras ou 375 milhões de reais. O que levou a menor fatia foi o Cardiff com 55 milhões de libras, equivalente a 238 milhões de reais.
O novo acordo injeta 70% mais de dinheiro em relação ao anterior. Ou seja: o Liverpool, com os novos números, ganharia 637 milhões de reais em uma temporada e o Cardiff levaria 404 milhões de reais em um ano apenas.

Comparando com Barcelona e Real Madrid, dois dos clubes mais ricos do mundo, que arrematam quase todo o dinheiro das transmissões na Espanha e que estão no país com a maior desigualdade de direitos de transmissão na Europa (a negociação é feita individualmente, como no Brasil): cada um da dupla recebe 140 milhões de euros ou 450 milhões de reais.
Desta forma, o time mais modesto da Inglaterra ganharia por ano apenas 46 milhões de reais a menos que os gigantes espanhóis em direitos de transmissão de suas ligas. E o Liverpool os superaria por 187 milhões de reais.

No Brasil, Corinthians e Flamengo recebem 120 milhões e passarão a 170 a partir de 2016. As duas maiores potencias televisivas do Brasil recebem menos da metade do valor do time que menos ganha na Inglaterra – claro que ainda há dinheiro de televisão dos estaduais, Pay Per View e outros campeonatos para os brasileiros. A comparação aqui é liga inglesa x campeonato brasileiro.
Para finalizar com os assombros dados, os 22 bilhões de reais em três anos representam 44 milhões para cada jogo do campeonato. Um Hull City x Aston Villa ou Sunderland x Queens Park Rangers, por exemplo. E o que é mais incrível do que o preço dos jogos: ninguém está jogando dinheiro pela janela. Estão pagando porque há retorno. Estão pagando cada vez mais porque ganham também cada vez mais.
http://www.dzai.com.br/marcelobm/blog/tikitaka?tv_pos_id=169570

Ver perfil do usuário

banzé

91 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 14/02/15, 11:02 am

avatar

Tenho certeza que a espn, e também a Fox vão pagar somas enormes para não ficar sem a Premier League no Brasil, depois que levaram uma rasteira do Esporte Interativo pela Champions League, e com a compra do canal pela Turner, eles ganharam um forte concorrente. Se a espn perder a liga inglesa, é melhor mandar fechar o canal de vez. Surprised

Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

92 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 14/02/15, 11:04 am

avatar

Esporte Interativo fatura 20% a mais com Copa do Nordeste em 2015

fonte: Mídia Esportiva

Exibidora nacional da competição, o Esporte Interativo se deu bem em faturamento com a Copa do Nordeste. Segundo divulgado pela emissora, em 2015 há 14 marcas patrocinando o evento, um aumento de 20% em relação a edição de 2014 em faturamento. A informação é do Gabriel Vaquer, do site NaTelinha.

Itaipava, Caixa, Rede, Gillette, Germed, Pitu, Subway, Midea, HapVida, Fisk, Maratá, Lupo, Penalty e Elsys são as marcas que apoiam a edição atual do campeonato. Como diferencial, as empresas têm apostado em ações.

A Midea, por exemplo, presenteou os revendedores da marca com um Dia de Craque. A iniciativa permitiu que os convidados vivessem a experiência de ser um jogador.

A Copa do Nordeste é transmitida para todo Brasil exclusivamente pelo EI. A Rede Globo também tem direitos para transmitir a competição, mas somente na região Nordeste. Para a transmissão, o canal recebe o patrocínio de Caixa, Rede, Sportingbet, Refri Indaiá e Gillette.


Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

93 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 24/02/15, 03:04 pm

avatar

Cota de TV da Copa Verde é 65% inferior a da Copa do Nordeste

fonte: Esporte e Mídia

Enquanto na Copa do Nordeste, as cotas de cada clube são de R$ 365 mil na primeira fase, R$ 250 mil na segunda, R$ 275 mil na terceira e na final, R$ 400 mil para o vice e R$ 1,5 milhão para o campeão, totalizando R$ 2,39 milhões, na Copa do Verde os números são 65% inferiores.

De acordo com a coluna de Carlos Ferreira, em O Liberal, na Copa Verde, as cotas de cada clube são de R$ 15 mil na primeira fase, R$ 30 mil na segunda, R$ 50 mil na terceira, além de outros R$ 50 mil para o vice e R$ 180 mil para o campeão, totalizando para os 16 clubes, R$ 810 mil.

Ou seja, um clube que chegar à terceira fase da Copa do Nordeste já terá faturado mais que toda a premiação do Esporte Interativo para os 16 clubes da Copa Verde.


Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

94 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 26/02/15, 12:33 pm

avatar

Com baixa audiência, Globo cogita retirar transmissão do futebol às quartas-feiras

fonte: Mídia Esportiva

Os baixos índices de audiência do futebol ás quartas-feiras estão causando dores de cabeça nos executivos da TV Globo. Segundo Jorge Nicola, no Diário de São Paulo, a ponto de a emissora pensar na possibilidade de acabar com as transmissões das partidas no meio da semana.

“A ideia que está sendo estudada é de exibir apenas os jogos das fases decisivas de Libertadores, Copa do Brasil e Paulistão”, explica um global. “A audiência despenca, no minimo, dez pontos assim que o futebol entra no ar. E isso vale para Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Santos.”

A queda se acentua ainda mais se os primeiros minutos da partida não tiverem gols ou lances perigosos. “Chegamos a ter jogo do Corinthians no Brasileiro do ano passado que terminou com 12 pontos de audiência”, justifica o funcionário da Globo.

A notícia já chegou aos ouvidos dos presidentes de grandes clubes, que temem pela redução das cotas de TV. Já faz algum tempo que o dinheiro da Globo são a principal fonte de receita dos gigantes brasileiros.

Já as transmissões aos domingos não correm perigo, porque a emissora registra números melhores do que com o “Domingão do Faustão”.


Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

95 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 27/02/15, 09:35 am

avatar

Que droga, a volta do Campeonato Italiano pela ESPN, ainda bem que o Fox Sports continua com a competição também. Surprised

Campeonato Italiano está de volta aos canais ESPN; saiba detalhes

fonte: Esporte e Mídia

O Campeonato Italiano está de volta aos canais ESPN. As partidas do certame estavam sendo mostradas com exclusividade pelo FOX Sports. O anúncio ocorreu no final da edição desta quinta-feira (26) do 'Sportscenter'.

A retomada das transmissões ocorrem já neste final de semana. Neste sábado tem Chievo x Milan e no dia seguinte, Sassuolo x Lazio. Ambas as partidas exclusivas, segundo a própria ESPN. Na segunda-feira é a vez de Roma x Juventus (em conjunto com o FOX Sports).

O curioso é que o FOX Sports chegou a divulgar a transmissão das duas partidas que a ESPN vai exibir com exclusividade, conforme visto aqui.

As primeiras informações, ainda não oficiais, dão conta que ESPN e FOX Sports vão dividir o Campeonato Italiano nos mesmos moldes do Campeonato Inglês.

ATUALIZAÇÃO (06h18): Segundo a Máquina do Esporte, por Adalberto Leister Filho, o acordo de sublicenciamento da competição, da ESPN com o FOX Sports, vale para três temporadas. Pelo contrato, em todas as rodadas as duas emissoras contarão com jogos exclusivos.



Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

96 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 05/03/15, 09:23 am

avatar

Por não poder mostrar eventos ao vivo, Esporte Interativo não renova contrato com o WWE

fonte: Esporte e Mídia

Com a chegada do TNA Wrestling a sua grade, o Esporte Interativo deixa de mostrar as lutas do WWE.

O problema, segundo informações do NaTelinha, por Gabriel Vaquer, é que o E+I sempre pediu para o staff do evento o direito de poder transmitir ao vivo os shows que tinha em seu poder: o "Raw" e o "Main Event". Porém, a companhia sempre alegou que tecnicamente isto era inviável.

O problema começou quando a WWE assinou um contrato de cinco anos com o FOX Sports. Além de todos os programas, o canal fechado teria direito a transmitir todas segundas, às 23h00, um evento ao vivo da companhia, o que irritou profundamente os dirigentes do Esporte Interativo.

No ato de renovação, o canal esportivo da Turner subiu o tom, mas não teve suas revindicações atendidas. Se sentindo desprezado, o E+I não renovou com a WWE, e para se vingar e tentar manter o público conquistado, adquiriu o maior concorrente da companhia nos Estados Unidos: o TNA Wrestling.

A WWE ficou descontente com a não renovação, já que as suas lutas dão cinco vezes mais audiência por lá do que quando são exibidos no FOX Sports 2.


Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

97 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 10/03/15, 10:24 am

avatar

Esta história está uma novela mexicana interminável, espero que entre logo na Net e Sky este canal. Nuvem Negra

Turner deve lançar canal EI Max ainda este ano, diz site


fonte: Esporte e Mídia

Depois da recente aquisição  do Esporte Interativo, a Turner América Latina criou um grupo de conteúdo exclusivamente dedicado a esportes e deve lançar um novo canal fechado ainda este ano, informa o Canal Executivo.

A propósito, Edgar Diniz foi nomeado vice-presidente sênior e gerente geral de esportes, e responde a Juan Carlos Urdaneta, presidente da Turner América Latina.

Os canais que estarão sob seu comando incluem Esporte Interativo, Esporte Interativo Nordeste e EI Max, que está previsto para ser lançado ao longo deste ano.

O executivo também gerenciará os produtos digitais da marca EI: www.esporteinterativo.com.br; o serviço de assinatura digital EI Plus; e toda a presença da marca nas redes sociais.

Além disso, Diniz continuará com a gestão dos campeonatos Copa do Nordeste e Copa Verde.


Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

98 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 16/03/15, 10:39 am

avatar

Especial: SporTV dá início a reformulação de todos os canais esportivos brasileiros em 2015

fonte: Mídia Esportiva

Apesar da crise financeira estar assustando qualquer emissora de televisão brasileira atualmente, as emissoras esportivas parecem estar tomando o rumo contrário. Um ano depois da Copa do Mundo e um ano depois das olimpíadas, o gênero esportivo no Brasil esquenta e promove uma grande reformulação para tentar, cada vez mais, se aproximar os formatos americanos.

Todas as emissoras esportivas do país, sem exceção (SporTV, ESPN, FOX Sports, Esporte Interativo, Bandsports) vão promover mudanças nas programação, trazer novos eventos para a grade, renovar e estrear programas novos, com novos e modernos cenários.

SporTV

O "canal campeão" abre oficialmente a temporada de reformulação do gênero esportivo em 2015, colocando em prática sua primeira grande mudança nesta segunda-feira (15).

O bem sucedido programa "Seleção SporTV", que era o programa de debate dos grandes eventos esportivos (Eurocopa, Copa do Mundo, Olimpíadas...) agora se tornará fixo na grade do SporTV, e estará diariamente ao vivo com um programa de 2h30 de duração, com entrevistas exclusivas e debate entre comentaristas direto do Rio de Janeiro. O programa entra no lugar do extinto "Arena SporTV" (2004-2015) após o mesmo acumular derrotas diárias para o "FOX Sports Rádio" e para o "Bate-Bola", da ESPN Brasil, que entravam no ar 1 hora antes e tem públicos fidelizados.

Por isso mesmo, o "Seleção SporTV" será as 13h para enfrentar a concorrência direta dos adversários. A ESPN Brasil já se prepara para começar a 2ª edição do Bate-Bola minutos antes do "Seleção SporTV" nos próximos dias.

Também em breve, o canal estreia o programa "Planeta SporTV", que também será ao vivo e terá como destaque as notícias internacionais do esporte, com vários links ao vivo espalhados pelo mundo, em cidades como Nova York, Londres e Tóquio. Terá uma hora de duração e será sempre após o "Arena SporTV", as 15h30, sendo um concorrente direto da 2ª edição do "SportsCenter" da ESPN Brasil, na maioria dos dias. O programa deve ser um "substituto" do "SporTV News Tarde", que também foi extinto.

O canal ainda programa para Maio, junto com o início do Brasileirão, a estréia do "Giro Pelos Clubes". O programa vai entrar diariamente com links e informações ao vivo diariamente das sedes dos 20 clubes da Série A, com o apoio das filiadas da Globo. Também terá uma hora de duração e deve ser exibido as 17h, antes do "SporTV Tá na Área".

Ainda em 2015, todos os programas da emissora devem ganhar novos cenários (e novos grafismos), entre eles o "SporTV News" e o "Redação SporTV", que será apresentado diretamente da redação do canal e abandonará os estúdios. Em relação a videografismo, é quase certo que o pacote gráfico utilizado nas transmissões de futebol será modificado em maio.

Em relação a eventos, a novidade do SporTV é a NBA, que terá jogos exibidos dos playoffs e uma final de conferência sendo exibidos ao vivo. Os eventos de maior destaque do canal serão o Pan-Americano de Toronto (que será exibido de forma exclusiva na TV Paga) e da Copa América de Futebol (detém direitos exclusivos, mas negocia sub-licença com a ESPN). Os jogos eliminatórios Rússia 2018 envolvendo seleções europeias (exclusivos) e amistosos da seleção também devem render coberturas especiais.

O canal está enfrentando "fuga de telespectadores". Ou seja, seus programas e suas coberturas não atraem o telespectador, e sim apenas seus eventos exclusivos. Por isso o canal estará investindo em novos programas, novos formatos de transmissão e várias horas de jornalismo ao vivo, seguindo os passos da ESPN Brasil, que viu sua audiência aumentar bastante após adotar este modelo.

ESPN

A ESPN, que está passando por momento de recuperação, também terá grandes novidades de 2015. Fato que o canal não terá mais a UEFA Champions League a partir do 2º semestre de 2015, mas o canal trabalha com o FOX Sports para exibir de forma conjunta a Serie A italiana e a Bundesliga nas próximas temporadas, preenchendo muito a grade e amenizando as perdas.

Como novidade interna, a ESPN Brasil está promovendo uma grande reestruturação operacional em seus estúdios, e não apenas modificando os cenários. Os estúdios da ESPN Brasil estão passando diariamente por obras para aumentar suas capacidades, além de deixá-los mais modernos. O canal vai preparar naquele espaço os novos cenários para todos os seus programas. Lembrando que o canal completa 20 anos este ano, e por isso estará se modernizando ainda mais.

"Bate-Bola", "SportsCernter", "Futebol no Mundo" e "Linha de Passe" vão ganhar novos cenários e novos grafismos. O novo cenário do SportsCenter brasileiro será idêntico ao recente americano, estreado em Junho de 2014.

Ainda na parte do grafismo, o canal apresenta um novo pacote gráfico para as transmissões de futebol. Com modelo "clean", ele é mais bonito, mais moderno e muito mais completo que o utilizado em 2014. O grafismo "clean" já é visto nas transmissões da Copa do Brasil, e nas próximas semanas, será usado para todas as transmissões de futebol da emissora (o canal ainda utiliza o grafismo de 2014 nas transmissões do futebol internacional).

Em relação a eventos, o canal trouxe o Campeonato Italiano de volta após 3 anos de hiato, fazendo um acordo com o FOX Sports, que cede jogos exclusivos da competição à ESPN. O acordo atual vale até o final da atual temporada, mas ambas as emissoras pensam em comprar de forma conjunta o próximo triênio, que vai até a temporada 2017/2018.

Outra novidade do canal será a transmissão da final da Copa do Rei, entre Barcelona e Atlético Bilbao. O canal nunca transmitiu a decisão, pois os direitos da decisão pertenciam exclusivamente ao Esporte Interativo. Para comemorar, o canal transmitirá o jogo decisivo "in loco", com uma equipe de 10 pessoas na Espanha. Além disso, a ESPN terá os direitos próprios da Copa do Rei na próxima temporada, e não mais sub-licenciado da SKY.

Além da Seire A italiana, o canal tentará um acordo com a FOX para continuar transmitindo os jogos da Bundesliga, se aproveitando da boa relação entre ambas. Por isso, o "tom de despedida" da competição tem sido evitada na ESPN. Como novidade na grade, o canal ainda apresenta o Campeonato Brasileiro Sub-20, além da renovação da sub-licença da Liga Futsal com o SporTV por mais três anos. Outras novidades também podem aparecer em breve, já que o canal corre atrás de novos eventos para a grade. Uma das novidades seria o retorno do canal nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo, além da Eurocopa 2016, mas tudo depende da sub-licença do SporTV, que mantém excelentes relações com a ESPN, inclusive.

O principal momento do canal no ano será a "despedida da UEFA Champions League" no canal após 20 anos. João Palomino prometeu a "maior cobertura da história da ESPN Brasil no futebol europeu", levando uma equipe com mais de 20 pessoas a Berlim, na Alemanha, e também prometeu que daqui a 3 anos o canal voltará a competição (em entrevista a "Urubucam" no Youtube). Aliás, na mesma entrevista, Palomino prometeu uma "grande novidade" para o Rio de Janeiro, o que provavelmente se remete a uma nova sede com modernos estúdios em breve, preparando o canal para a cobertura da Olimpíada Rio 2016, que será transmitida ao vivo.

Em relação a programação, não devemos esperar por novidades. Após várias reuniões e debates internos, a ESPN Brasil resolveu manter a mesma programação do ano passado, mas desta vez tentando evitar edições seguidas do programa "Bate-Bola", para tentar diminuir o desgaste do programa.

FOX Sports

O canal esportivo da FOX também se prepara para um ano cheio de novidades, em todos os sentidos. Com a expectativa de retomar a vice-liderança esportiva perdida em 2014 na TV Paga, para a ESPN Brasil, o FOX Sports começou 2015 chamando a atenção com novo videografismo e com a nova equipe titular de transmissões.

No primeiro dia do ano, a estréia do comentarista novo principal comentarista da emissora, o jornalista Paulo Vinícius Coelho, que deixou a ESPN após 13 anos. A estréia foi num clássico inglês vencido pelo Tottenham contra o Chelsea (5x3) e com 8 gols narrados pelo Gustavo Villani, que estreava oficialmente como "narrador n.1" da emissora, substituindo João Guilherme na função, que se tornou "secundário", junto com o comentarista Mário Sérgio, que também tornou-se "secundário" do PVC.

No início do mês de fevereiro, o FOX Sports renovou seu videografismo, mantendo apenas o logotipo. O videografismo foi importado do FOX Sports Ásia, que já exportou seu pacote visual para outros canais FOX Sports pelo mundo. O novo videografismo na América Latina coincidiu com o início da Libertadores 2015, Além do novo videografismo, estreou também o novo pacote visual do "Central FOX", que adotou a "tela em L", além de renovar todo o trabalho gráfico.

O canal prepara mais novidades gráficas e estruturais ainda este ano. O FOX Sports está há mais de um ano preparando sua nova sede no Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca. A FOX comprou um prédio no condomínio Alpha Barra, com vista para a praia, num processo que, até o momento, custou 45 milhões de reais aos cofres do canal. Novos cenários, estúdios e grafismos para todos os programas vão estrear junto com as novas operações na Barra ("Central FOX" apenas novo cenário).

Além das novidades visuais, também teremos novidades na programação da emissora. Pelo menos dois novos programas seguem sendo produzidos para intensificar o jornalismo ao vivo e seguir várias horas com grade em tempo real, no mesmo caminho adotado pelas suas rivais.

Na programação, a grande estreia em 2015 será a Bundesliga e a Supercopa da Alemanha, direitos que foram adquiridos mundialmente e com exclusividade pelo FOX Sports a partir da temporada 2015/2016 até a temporada 2019/2020. A ESPN tentará entrar em acordo, mas é certo que o canal da FOX terá, se não todos os jogos, os principais deles em sua grade de forma exclusiva.

A Libertadores 2015 está com uma cobertura muito intensa pelo canal, e isso tem rendido vários jogos na liderança de audiência, inclusive em confrontos direitos com o SporTV, aumentando muito a audiência da emissora, que busca ultrapassar a ESPN Brasil na vice-liderança até o fim da competição. Fato é que o SporTV tem perdido muita audiência, e tem buscado intensificar sua cobertura.

Até o momento, nenhuma outra grande novidade envolvendo direitos de transmissão foram anunciados pela emissora esportiva da FOX, mas ela costuma a passar novidades durante o ano todo. Então, durante o ano, quem sabe uma nova atração na grade do canal...

Esporte Interativo

Detentor exclusivo dos direitos do próximo triênio da UEFA Champions League na TV Paga, o canal esportivo da Turner se prepara para "receber" a competição "arrumando a casa". O Esporte Interativo tem eventos que chamam atenção, mas é fato que sua grade é vazia comparada a seus adversários.

A Turner quer acabar com este problema e procura novos eventos esportivos para preencher a grade dos fins de semana do canal, que atualmente é resumida a VT's dos jogos de times europeus. Além disso, a Turner prevê uma grande reforma no espaço estrutural do canal para que os programas sejam feitos em grandes e novos estúdios, para melhorar o visual do canal.

Um novo canal também é planejado para ser lançado até o mês de Setembro, o E+I Max, exclusivo na TV Paga, para a transmissão dos jogos do torneio da UEFA e de outras atrações do canal. O Esporte Interativo planeja a "maior cobertura da história da Champions", com a transmissão de todos os jogos na televisão paga. Hoje, o canal não tem estrutura, e por isso, a Turner vai modernizar o local.

Além dos eventos, a programação também é alvo da Turner. O canal estuda a criação de um telejornal diário na grade da emissora na faixa noturna, além de novos programas de debate e poliesportivos diários e ao vivo para rivalizar com o jornalismo de suas adversárias.

Bandsports

Dentro e fora da Band, há quem defenda o fim do Bandsports, mas o canal vai tentar uma renovação antes de qualquer coisa. O Bandsports afirmou que deseja construir e estrear, ainda este ano, novos programas ao vivo e estúdios profissionais para abrigar seus programas, além de novos eventos.

Entretanto, as obras ainda não começaram e novos eventos ainda não foram anunciados. A única novidade da emissora este ano foi a contratação do narrador Carlos Lima, que foi demitido da ESPN Brasil no final do ano passado.

O principal evento do Bandsports será a transmissão exclusiva do Roland Garros, com intensa cobertura in loco. Mas, convenhamos, o canal precisa ter mais destaque anualmente, e não apenas por duas semanas.

Como dito no início da matéria, o SporTV abre a reformulação dos canais esportivos no Brasil, e aos poucos, todas as outras vão adotando as novidades. Para o telespectador, é só aproveitar e escolher sua preferência.

Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

99 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 19/03/15, 09:42 am

avatar

Esporte Interativo compra direitos exclusivos da Champions Cup para todas as plataformas

O Esporte Interativo comprou os direitos exclusivos para todas as plataformas da Champions Cup, competição que entrará na grade dos canais a partir de julho deste ano.

Disputado entre julho e agosto, o campeonato é considerado uma prévia da Liga do Campeões, trazendo os maiores clubes do mundo, que apresentam seus elencos completos, inclusive os novos reforços da temporada nesta competição.

São mais de 20 partidas entre os grandes times do mundo imediatamente antes da Liga dos Campeões começar.

Em 2015, a Champions Cup terá a participação de Real Madrid, Barcelona, Manchester United, Manchester City, Chelsea, PSG, Bayern, Milan, Inter, Juventus e Roma e os jogos serão realizados nos EUA, Ásia e Oceania.

O EI adquiriu os direitos para TV paga, aberta e digitais por três anos com total exclusividade.

A campeonato vem ganhando importância. O clássico mundial disputado entre Manchester United e Real Madrid recebeu o maior público que um jogo de futebol já teve nos Estados Unidos: 109.318 pessoas. Os ingressos esgotaram em 24 horas.

TV aberta

É importante notar que o canal mantém o investimento em direitos para a TV aberta. A presença do Esporte Interativo em TV aberta criou uma polêmica no mercado de radiodifusão após a aquisição por parte da Turner. A Abert, associação que reúne empresas de rádio e TV, apontou a presença do sinal do canal na TV aberta como uma "afronta à Constituição", uma vez que a licença de radiodifusão é exclusiva a brasileiros. O Esporte Interativo alega que não é dono de frequências e que seus contratos com os proprietários das frequências são de licenciamento de conteúdo. O Grupo Estado de S. Paulo, dono da geradora e de várias retransmissoras usadas nas transmissões do canal, foi questionado por este noticiário sobre a natureza do contrato, mas não se manifestou até o momento.




http://convergecom.com.br/telaviva/paytv/18/03/...3A49#.VQqUwjVFCAI

_________________

Leia mais: http://www.vcfaz.tv/viewtopic.php?t=223421#ixzz3UpozclEc
Follow us: @vcfaztv on Twitter | vcfaztv on Facebook

Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

ricardo83

100 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 19/03/15, 10:02 am

avatar
Nível Básico 4
Nível Básico 4
Não curto amistosos, mas é bem interessante por ter muitos times.

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 4 de 15]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 9 ... 15  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum