Usuário

Convidado
Mensagens: 0

Últimos assuntos
» Galeria de Arte: Ficção & Fantasia
Hoje à(s) 05:14 pm por banzé

» Galeria de arte: Imagens de animes/mangás
Hoje à(s) 09:11 am por banzé

» Agenda Esportiva
Hoje à(s) 08:58 am por banzé

» Action Figures: Marvel, DC, etc.
18/11/17, 02:36 pm por banzé

» Área de Previews
18/11/17, 02:24 pm por banzé

» Galeria de Arte (6): Marvel e DC
18/11/17, 01:59 pm por banzé

» Esportes, Marketing e Negócios
18/11/17, 01:50 pm por banzé

» Netflix: Estreia a série O Justiceiro (pág.04)
18/11/17, 08:56 am por banzé

» MYTHOS EDITORA: Novidades e Lançamentos
17/11/17, 10:37 am por banzé

» Novidades Panini Comics
16/11/17, 04:21 pm por banzé

Parceiros

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Entretenimento » Mundo da Bola (Esportes em geral) » 

Esportes, Marketing e Negócios

Ir à página : Anterior  1 ... 7 ... 11, 12, 13, 14  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 12 de 14]

banzé

276 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 12/12/15, 09:37 am

avatar

Não sou fã do futebol da Globo, com Galvão Bueno e Cléber Machado nas narrações, mas neste caso acho que a Fox deveria rever o seu contrato com a Globo, para que ambas não saiam prejudicadas, afinal pagaram caro pelo evento. Mas sendo a Globo, ela sempre tem um ás na manga, pra resolver este tipo de problema. Surprised

Globo pode ir à Justiça para manter direitos da Libertadores

A emissora acionou um "batalhão" de advogados depois que vazaram informações de que o atual contrato não tem mais validade.

A Globo acionou um "batalhão" de advogados para garantir seu direito de transmitir a Taça Libertadores da América em 2016. A emissora acendeu o sinal de alerta no departamento jurídico depois que vazaram no mercado informações de que o atual contrato da emissora para exibir o torneio continental não tem mais validade.

O problema é o seguinte: quem detém os direitos da Libertadores para toda a América Latina, em todas as mídias, é a Fox. A Fox, por sua vez, sublicencia os direitos para outros canais pagos (caso do Sportv) e abertos (a Globo no Brasil). No mês passado, a Fox anunciou a assinatura de um novo contrato, diretamente com a Conmebol, a confederação sul-americana, válido para as temporadas de 2016, 2017 e 2018.

A Fox já tinha contrato até 2018 pela Libertadores. Assinou um novo por dois motivos: 1) por pressão da Conmebol, que aumentou os valores para poder pagar mais aos clubes, que ameaçavam lançar uma Champions League das Américas; 2) por precaução contra eventual fuga de anunciantes multinacionais, que têm políticas anticorrupção, e não veriam com bons olhos o fato de o antigo contrato ter sido intermediado pela TyC (Torneos y Competencias), empresa argentina envolvida no escândalo de pagamento de propinas a cartolas na América Latina. Com o novo contrato, a Fox "limpou" a sujeira que envolvia seus direitos pela Libertadores.

No entendimento de fontes do mercado, o contrato da Globo não vale mais porque é baseado em uma negociação que foi desfeita pela Fox. O atual contrato da Globo, segundo a própria emissora, teve a intermediação da TyC, que não representa mais a Conmebol. Nessa lógica, a emissora pode vir a ter problemas quando for exibir os jogos. A confederação sul-americana poderá não reconhecer o direito de transmissão da emissora, por ter descredenciado a TyC, e impedi-la de reproduzir ou captar sinais.

Extroficialmente, a Globo trata o assunto como mera "plantação", mas, para evitar surpresas desagradáveis, já acionou um "batalhão" de advogados, de acordo com uma fonte na emissora.

Oficialmente, a Globo diz que "os acordos da TV Globo e Sportv com Fox e TyC estão válidos" e que "não muda nada na cobertura da Libertadores e Sul-Americana do ano que vem". A Fox não comenta o assunto. Diz que tudo o que tem a dizer estava no comunicado de novembro, em que anunciava o contrato direto com a Conmebol pelos direitos da Libertadores em todas as plataformas até 2018. Procurada pelo Notícias da TV desde quarta-feira (9), a Conmebol não se manifestou.

Fonte: Notícias da TV



_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

277 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 12/12/15, 09:41 am

avatar

Pô, tomara que dê certo, seria muito legal ver os jogos do Remo e Payssandu transmitidos para os outras regiões do Brasil, já que são clubes com história no Brasil. Smile

Esporte Interativo negocia direitos do Campeonato Paraense

A emissora vai apresentar uma proposta à Federação Paraense de Futebol, que a submeterá aos clubes.

A visita de um executivo do Esporte Interativo a Belém, na próxima semana, deverá decidir a negociação de compra do Parazão 2016, para a transmissão em canal fechado.

A ideia é dividir as transmissões com a TV Cultura, que atua em canal aberto. Será apresentada uma proposta à FPF, que a submeterá aos clubes.

A entrada do Parazão no EI seria interessante pela vitrine nacional, o que tornaria os clubes paraenses mais atrativos no mercado tanto para patrocinadores como para jogadores e treinadores.

Fonte: Carlos Ferreira/O



_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

278 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 14/12/15, 03:21 pm

avatar

Dry World se aproxima do Flu e embola mercado de fabricantes


Empresa canadense pode dar fim à parceria mais antiga de material esportivo do país.

O Fluminense está próximo de acabar com o mais antigo contrato de fornecimento de material esportivo no futebol brasileiro.

Uma oferta milionária da Dry World, marca canadense que está desembarcando no Brasil, deve fazer com que o Flu rompa com a Adidas uma parceria que já chega a duas décadas de existência.

Segundo apurou a Máquina do Esporte, o clube repassou à Adidas as bases da proposta que foi oferecida pelos canadenses. A atual fornecedora tem a preferência para cobrir o negócio, mas dificilmente deve fazê-lo.

A proposta da Dry World é de dobrar os R$ 6 milhões em dinheiro que a Adidas paga anualmente, além de oferecer 50 mil peças de vestuário para o clube. A marca ainda se compromete a pagar os R$ 3 milhões de multa para a rescindir o contrato atual.

Leia mais: Clubes fazem conta errada na hora de escolher material esportivo

Até agora, porém, a Adidas não recebeu a oficialização da proposta. A situação é similar à vivida pelo Atlético Mineiro, outro clube que recebeu oferta da Dry World. A Puma, atual fornecedora do Atlético, já disse que não cobrirá a oferta que foi feita. Mas a marca canadense, que tem forte atuação no rúgbi, ainda não ofereceu as garantias bancárias de pagamento, e o negócio está estacionado.

Com a entrada da Dry World em clubes de médio porte, o mercado de material esportivo sofre uma nova reviravolta após cinco anos, quando Adidas e Nike, impulsionadas pela estratégia de mercado pré-Copa do Mundo, resolveram investir mais no país.

Em 2010, a Nike fechou Bahia, Coritiba, Inter e Santos. A Adidas fez negócio com Flamengo, Sport e Ponte Preta. Agora, o mercado volta a entrar em ebulição, com a entrada de marcas estrangeiras.

A Under Armour iniciou o movimento com o São Paulo. No ano que vem, a Kappa vestirá o Santos. E, agora, há a chance de a Dry World mudar a cara do mercado com novos patrocínios.




Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/dry-wolrd-se-aproxima-do-flu-e-embola-mercado-de-fabricantes_29559.html#ixzz3uJgprov4




_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

279 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 15/12/15, 09:00 am

avatar

Hum, algo me diz que esse "provável" canal vai ter a programação dos esportes universitários americanos, aqui no Brasil. Surprised

Exclusivo: ESPN pode lançar novo canal no Brasil em breve

fonte: Mídia Esportiva
http://www.midiaesportiva.net/2015/12/exclusivo-espn-pode-lancar-novo-canal.html

A ESPN do Brasil atualmente é a emissora esportiva do Brasil com a maior quantidade de canais junto ao SporTV, transmitindo sua programação e eventos nos canais "ESPN Brasil", "ESPN" e "ESPN+". Mas a emissora, que se prepara para a cobertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, pode surpreender em 2016 e ampliar sua grade jornalística diária.

A ESPN estaria preparando em breve o lançamento de seu 4º canal por aqui, chamado "ESPN3" e que serviria para a transmissão de jogos e eventos que normalmente são jogados para o "Watch ESPN" por falta de espaço na grade de programação.

O fundamento desta possibilidade está no site "Portal: BSD", que mostra todos os canais registrados em satélites no Brasil, e na última segunda-feira (14), no "Mux" da ESPN brasileira foi adicionado o canal "ESPN3", que seria em alta definição e não tem data de estréia.



Não temos o conhecimento de que seria apenas um projeto interno, mas o fato é que o canal já "existe". Resta-se saber se ele realmente será lançado e quando será lançado.

Na América Latina o canal "ESPN3" já existe há alguns meses e transmite, na maior parte do tempo, jogos dos campeonatos europeus de futebol em alta definição.

Se a informação se comprovar e a ESPN realmente lançar o canal por aqui, ela seria sozinha a emissora esportiva com mais canais fixos no Brasil, gerando 96 horas de esporte por dia em 4 canais.



_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

280 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 15/12/15, 11:12 am

avatar

Só acredito vendo, mas pelo que entendi a Turner não vai cobrar nada, para a inclusão do EI na NET e Clarotv, pelo que entendi. Momentaneamente é um prejuízo, mas poderá trazer novas patrocinadores para o EI nas partidas. Surprised

Canais Esporte Interativo estreiam em janeiro na Net, diz jornal

fonte: Esporte e Mídia

Os canais Esporte Interativo finalmente entrarão na grade de programação da operadora Net a partir de janeiro. A informação foi publicada pelo jornal Lance!, por Fábio Suzuki.

A negociação entre as partes aumentou desde novembro de 2014, quando o canal esportivo surpreendeu ao vencer a concorrência para ter exclusividade sobre a Liga dos Campeões da UEFA, em TV fechada.

Diferente de outros canais voltados para o esporte, como ESPN e Fox Sports, o EI entrará na grade da Net gratuitamente, não recebendo nada dos assinantes que tiverem o pacote com o canal.

Até então, o Esporte Interativo tinha acordo apenas com as operadoras Claro TV, Oi e Vivo, que juntas representam menos de 20% dos usuários de TV a cabo no Brasil. Tanto o canal esportivo quanto a Net não comentaram a informação.



_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

ricardo83

281 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 15/12/15, 11:49 am

avatar
Nível Básico 4
Nível Básico 4
Também só acredito vendo.

Ver perfil do usuário

banzé

282 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 17/12/15, 04:12 pm

avatar

Todos estão falando que agora é sério, EI e EI Maxx em janeiro na Net/Claro, parece que o EI Maxx 2 não entrará por enquanto. Smile

EI Maxx será colocado gratuitamente na grade da NET, diz site

fonte: Mídia Esportiva

Como já foi anunciado aqui no Midiaesportiva.net, o Esporte Interativo deverá, em janeiro, encerrar o primeiro embate com as grandes operadoras de TV paga e, finalmente, passar a ser veiculado na NET.

O acordo deve ser anunciado em breve. Após quase um ano, o canal ligado ao Grupo Turner fará parte da grade de canais da principal operadora do país, com 51,75 % de participação do mercado (10 milhões de assinantes).

As duas partes não confirmam o negócio e também não comentam sobre as negociações, que se arrastam desde novembro do ano passado. Porém, até mesmo o comunicado à imprensa sobre a negociação está em fase final de confecção.

Segundo informações da Máquina do Esporte, pelo acordo, a princípio, o canal EI MAXX seria alinhado gratuitamente na grade da NET, condição colocada pela Turner que fez com que a operadora finalmente aceitasse em alinhar o canal na grade.

A entrada na operadora coincide com o início da fase de mata-mata da Liga dos Campeões, quando aumenta o interesse do torcedor em acompanhar o torneio. Ainda falta, porém, um acordo com a Sky, dona de quase 29% do mercado, para que, então, o EI ganhe espaço em todas as operadoras de TV paga do país. Mas a primeira grande batalha está próxima de ser vencida.





_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

283 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 19/12/15, 04:23 pm

avatar

Agora é oficial, EI Maxx 1 e 2 na NET/Claro, e entram em janeiro, quem vai ficar para trás será a dona $ky, que ainda não se pronunciou sobre o assunto. Surprised

Turner confirma entrada dos canais EI MAXX na Net e Claro TV


fonte: Esporte e Mídia

Os Canais EI MAXX e EI MAXX2 estarão na NET e na Claro TV, a partir de janeiro. A Turner confirmou, oficialmente, a informação nesta sexta-feira.

A NET oferecerá os dois canais exclusivamente na versão em alta definição. Os NETs com pacote Mais HD poderão acompanhar toda a programação do EI MAXX (no canal 576). Já os assinantes Top HD poderão assistir também o EI MAXX2 (no canal 577).

Para clientes da Claro HDTV, além da versão em alta definição, os canais serão oferecidos também na versão normal (SD). A partir da seleção de canais Essencial, o canal EI MAXX estará na posição 76. Já para clientes com tecnologia HD e pacote de canais Mix HD ou superior, a versão HD do canal estará na posição 576. Os assinantes do plano mais completo, Família, também poderão aproveitar o EI MAXX2 no display 77 (SD) ou 577 (clientes com planos e tecnologia HD).

E conforme o Esporteemidia.com antecipou nesta quinta-feira, o canal aberto do Esporte Interativo não integrou o pacote fechado com as duas operadoras.

“Nosso objetivo é oferecer programação completa e variada para os fãs de todas as modalidades esportivas, principalmente para os amantes do futebol. Com a chegada dos canais EI MAXX, garantimos aos clientes da NET e da Claro HDTV a transmissão ao vivo dos grandes clássicos que marcarão as fases decisivas da Liga dos Campeões, a partir de fevereiro, quando o Barcelona de Neymar e Messi enfrenta outras grandes equipes da Europa”, comenta Marcio Carvalho, diretor de Marketing e Produtos da NET e da Claro HDTV.

É com muito prazer que anunciamos a continuidade desta relação de longo prazo que temos com a Net Serviços e a Claro,” disse Whit Richardson, vice-presidente Executivo de Distribuição e Marketing da Turner América Latina.  “O EI MAXX e EI MAXX 2 estão entre os canais de esportes mais relevantes disponíveis no mercado. Os fãs de futebol estarão em êxtase por terem acesso a estes canais, amplamente distribuídos pela Net e Claro”, completa o executivo.

Para viabilizar a entrada dos novos canais no bloco de esportes, o BandNews, que atualmente ocupa a posição 77, passará a ser transmitido na posição 79. Essa mudança ocorrerá simultaneamente a chegada dos canais esportivos.



_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

284 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 21/12/15, 09:01 am

avatar

Não adianta muito ganhar muito, e gastar na mesma proporção, e historicamente os dirigentes do Flamengo sempre foram ruins de conta, nunca fecharam bem o balanço de final de ano. Surprised

Flamengo prevê R$ 197 milhões da Globo em 2016; clube não facilita em renovação de contrato

fonte: Mídia Esportiva

Em seu orçamento, o Flamengo prevê R$ 197 milhões em receitas de direito de transmissão para 2016. Esse valor pode ser ainda maior dependendo de circunstâncias em relação a competições como Estadual do Rio e Copa do Brasil. Nem por isso o clube rubro-negro tem facilitado a renovação de seu contrato com a emissora para depois de 2019.

De acordo com o UOL Esporte, por Rodrigo Mattos, a previsão orçamentária inclui uma crescimento de 58% no crescimento de receita de televisão para 2016 com o novo contrato com a Globo. O crescimento é de R$ 72 milhões, próxima da diferença de orçamento do clube de 2015 e 2016.

Para o próximo ano, o clube estima receber R$ 180 milhões do Brasileiro, incluindo o pay-per-view. O restante viria do Carioca (R$ 7,8 milhões), Copa do Brasil (R$ 3,2 milhões) e publicidade estática. Pelo fluxo de caixa, R$ 184 milhões que vão entrar, de fato, nos cofres já que uma parte do primeiro de contrato ficará para 2017.

“Não temos nenhuma antecipação de televisão, então, o dinheiro da cota entra integral. Apenas partes foram usados como garantias para adiantamentos por meio de empréstimos, mas estamos pagando sempre então não é descontado'', contou o vice-presidente de Finanças do Flamengo, Cláudio Pracownik.

Segundo o vice de finanças, a estimativa de ganho com televisão é conservadora. Isso porque o clube pode avançar mais na Copa do Brasil e turbinar as cotas, além de não levar em conta renovação do contrato do Estadual do Rio ou qualquer renda pela Primeira Liga. Até o pay-per-view foi calculado pelo mesmo percentual de 2015.

O dinheiro da televisão, aliado a receitas de patrocínio que devem ser mantidos, deixa o Flamengo em uma situação financeira bem mais confortável do que no passado. Ao final de 2016, a expectativa é de que a dívida gire em torno de R$ 400 milhões, desconsiderados os adiantamentos, o que seria inferior a receita.

Por isso, o clube não tem pressa de renovar o contrato com a Globo de 2019 e 2020, o que o Corinthians, por exemplo, já aceitou. O jornalista apurou que foi oferecido um valor similar aos atuais com direito a um adiantamento. Repete-se o que ocorre com outros clubes em que não há previsão de reajuste. A ideia rubro-negra, no entanto, é tentar conseguir um valor maior do que o do clube paulista.

A diretoria não fala sobre números, mas informou que, de fato, há uma negociação em curso. “Estão propondo umas luvas que descontaria no futuro. Pode ser que evolua. Poderia ser interessante porque em 2017 deveremos ter uma sobra'', comentou Pracownik.




_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

Rinaldo

285 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 21/12/15, 05:48 pm

avatar
Nível Básico 2
Nível Básico 2
@banzé escreveu:Agora é oficial, EI Maxx 1 e 2 na NET/Claro, e entram em janeiro, quem vai ficar para trás será a dona $ky, que ainda não se pronunciou sobre o assunto. Surprised
Tô achando agora que é a Sky que vai querer receber para a inclusão dos canais. Razz

Ver perfil do usuário

banzé

286 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 04/01/16, 03:56 pm

avatar

ESPN garante direitos de transmissão da final da Copa do Rei da Espanha

fonte: Mídia Esportiva

Na próxima quarta-feira (6), tem inicio a fase de oitavas de final da Copa do Rei da Espanha, a segunda principal competição de futebol do país. Mesmo com a participação dos principais elencos de Barcelona e Real Madrid - clubes europeus lideres de audiência na TV paga - a competição segue sem transmissão nessas primeiras fases.

Porém, o Midiaesportiva.net apurou que a ESPN garantiu os direitos de transmissão da decisão da Copa do Rei. As fases anteriores a final a ESPN não pode exibir com o atual contrato firmado.

"Temos somente os jogos da final. Não temos as rodadas anteriores e atuais até a Final da Copa do Rei." informa a assessoria de imprensa da ESPN no Brasil.

Recentemente, o YouTube adquiriu a competição e vai mostrar no Brasil em sua plataforma de vídeos. Porém, o internauta brasileiro terá que pagar um valor de R$ 9,90 por cada partida.

Além desses direitos, a ESPN ainda transmite o Campeonato Espanhol, Campeonato Inglês, Campeonato Alemão, Campeonato Italiano, Campeonato Francês, e também as Copas da Alemanha, Inglaterra, Itália, Argentina e também a Copa da Liga Inglesa.





_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

ricardo83

287 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 04/01/16, 05:09 pm

avatar
Nível Básico 4
Nível Básico 4
Pena que seja apenas a final.

Ver perfil do usuário

banzé

288 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 07/01/16, 10:47 am

avatar

Essa eu quero ver, tem dirigente que deve ganhar por fora, pra atender as vontades da Globo. Smile

Esporte Interativo 'ameaça' Globo, atrai Fla e São Paulo e pode ter Brasileiro na TV fechada até 2024

fonte: espn

O canal Esporte Interativo deu mais um passo para assegurar os direitos de transmissão em TV fechada do Brasileiro entre 2019 e 2024. Em proposta apresentada a clubes nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro, a emissora acenou com cifras dez vezes maiores que as da Rede Globo e marcou um novo encontro para discutir os detalhes do contrato na próxima segunda-feira.

Participaram da conversa representantes de Grêmio, Inter, Santos, Fluminense, Coritiba, Atlético-PR, Bahia e Sport.

Na parte final da reunião, ainda chegaram o vice de futebol do São Paulo, Ataíde Gil Guerreiro, e o diretor geral do Flamengo, Fred Luz. A princípio, eles compareceram apenas para escutar os números.

Ataíde assegurou, inclusive, não ter nenhum acordo firmado com a Globo.

Conforme mostrado anteriormente pelo ESPN.com.br, a atual detentora dos direitos de transmissão do Brasileiro negocia desde o segundo semestre do ano passado para antecipar a renovação de contrato do campeonato e prorrogá-lo de 2018 até 2020.

Para isso, ela oferece um adiantamento mínimo de R$ 20 milhões em cotas a ser descontado ao longo dos cinco anos de acordo (2016 a 2020), sem juros e correção. A proposta não agradou inicialmente à maioria dos times, que contestou o fato de ela não oferecer qualquer aumento nos valores.

Até aqui, somente Corinthians, Vasco e Botafogo manifestaram interesse no modelo encaminhado pelo novo executivo de esportes da Globo, Pedro Garcia, que assumiu o lugar de Marcelo Campos Pinto.

Esse foi o segundo encontro entre os cartolas e o Esporte Interativo.

Atualmente, o valor pago pela Globo para a transmissão em TV fechada corresponde a 3% do total desembolsado pela emissora com as cotas anuais. Ela ainda mantém os direitos sobre essa mídia até 2018.

"Foi uma reunião muito produtiva, avançamos muito na definição de detalhes financeiros e contratuais e encerramos com o compromisso de sete clubes. Marcamos uma nova reunião na próxima segunda-feira para começarmos a redigir os contratos. Não batemos o martelo em tudo, mas são valores expressivamente melhores que a Globo e comparáveis ao que se pratica na Europa e nos Estados Unidos", afirmou o vice-presidente do Coritiba, Alceni Guerra, em contato com o ESPN.com.br.

"A TV aberta e o pay-per-view não se encontram em discussão. Eles pertencem à Globo até 2018. Assim como a TV fechada. Para essa última, temos, sim, essa proposta do Esporte Interativo para fechar de 2019 a 2024", completou.

Representantes da Globo foram consultados pelos dirigentes sobre esses números, mas a resposta inicial não foi animadora.

Em virtude da 'ameaça' no mercado, a emissora adiou por duas vezes consecutivas reuniões marcadas ao fim do ano passado para discutir mudanças no atual modelo de distribuição do pay-per-view. Ela se concentra neste momento na renovação de seus acordos vigentes.

Ainda existe o risco de negociação em bloco para 2016 com os clubes que não carregam contrato de longo prazo, casos do recém-promovido América-MG e de Ponte Preta, Figueirense e Chapecoense.

Ao todo, 18 times contam com acordo por mais três temporadas: Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Santos, Flamengo, Vasco, Fluminense, Botafogo, Grêmio, Inter, Atlético-MG, Cruzeiro Coritiba, Atlético-PR, Goiás, Bahia, Vitória e Sport.



_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

289 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 18/01/16, 04:15 pm

avatar

Estou torcendo muito por este acordo, mas algo me diz, que faltando 1 minuto para encerramento do jogo, a Globo deverá fazer uma nova proposta para os clubes descontentes, e com isso, ficará no poder por mais 6 anos. Surprised

Esporte Interativo vai mostrar dois jogos por rodada do Brasileirão, caso feche com clubes


fonte: Esporte e Mídia

Em reunião na última quarta-feira, os departamentos jurídicos da Turner, dona do Esporte Interativo, e representantes de clubes que negociam com a emissora discutiram detalhes de um eventual contrato para transmissão de jogos do Campeonato Brasileiro, em TV fechada, a partir de 2019 por seis anos.

Segundo o UOL Esporte, por Ricardo Perrone, ficou acertado que, se o compromisso for firmado, só poderão ser transmitidos até dois jogos por rodada. O limite é uma imposição dos clubes. Os cartolas avaliam que a exibição de mais partidas dificultaria a venda dos direitos para TV aberta.

Para as tratativas vingarem, no entanto, são necessárias as assinaturas de pelo menos oito clubes. Esse é o número mínimo que a Turner considera viável para comprar os direitos. O EI só poderia transmitir jogos envolvendo duas equipes com as quais têm contrato. Partidas entre um desses times e um adversário comprometido com a Globo ficariam sem transmissão.

Modesto Roma Júnior, presidente do Santos e principal entusiasta da negociação entre os cartolas, é também o mais otimista em relação a conseguir as oito assinaturas. Grêmio, Internacional, Fluminense, Atlético/PR e Coritiba são times da Série A do Brasileiro, além do alvinegro do litoral paulista, que conversam com a Turner desde o início das negociações, o que não é garantia de que vão assinar o contrato.

A empresa oferece aos clubes R$ 600 milhões, que seriam divididos da seguinte forma: 50% em fatias iguais, 25% de acordo com a audiência e 25% conforme o desempenho em campo das equipes.




_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

ricardo83

290 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 19/01/16, 10:21 am

avatar
Nível Básico 4
Nível Básico 4
Seria ótimo pro canal.

Ver perfil do usuário

banzé

291 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 19/01/16, 05:14 pm

avatar

Sei lá, Ricardo. Quando se mete com a Globo, é melhor ter cuidado, ela não é confiável, e usa seu poder por debaixo do pano, pra mostrar sua força, por isso até hoje o EI não entrou na Sky. Surprised


_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

292 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 21/01/16, 03:08 pm

avatar

Globo fecha com 7 clubes, e pay-per-view ‘ameaça’ castigar quem não assinar

fonte: uol
http://blogdoohata.blogosfera.uol.com.br/2016/01/21/x/

A Globosat já assinou com sete clubes a renovação dos direitos para a TV fechada do Brasileirão a partir de 2018. Segundo este blog apurou são eles: Corinthians, Vasco, Botafogo, Vitória, Sport, Cruzeiro e o Atlético-MG.

Além dos sete clubes com quem já fechou, Globosat negocia com Flamengo, Fluminense, Goiás, Palmeiras, São Paulo, Grêmio, Inter e Coritiba.

A programadora enfrenta a concorrência, na TV fechada, do canal Esporte Interativo, que também vem conversando com os clubes de futebol. Na TV aberta, Record e Rede TV!, que tentaram adquirir os direitos do Brasileiro no episódio que terminou na implosão do Clube dos 13 anos atrás, agora não demonstraram interesse em enfrentar a Globo. A notícia não agradou clubes que conversam com o Esporte Interativo, que acreditavam que se uma TV aberta entrasse na disputa, fortaleceria a causa do canal que acaba de entrar na grade da operadora NET.

Partes envolvidas diretamente na negociação e que conhecem como funciona o atual mecanismo de divisão do dinheiro da TV argumentam que se alguns clubes fecharem com o Esporte Interativo e alterarem a janela atual de TV paga, correm o risco de perder pelo lado do Premiere, canal pay-per-view da Globosat, o que diminuiria “sensivelmente'' suas receitas.

O exemplo hipotético invocado foi no caso de os dois clubes gaúchos, Grêmio e Internacional, acertarem com o Esporte Interativo. Se a emissora tiver o clássico Grenal, naturalmente irá exibi-lo para o Rio Grande do Sul, o que diminuiria a atratividade do Premiere para os gaúchos. O efeito colateral é que a dupla de times perderia em números do pay-per-view, o que por sua vez afetaria seus ganhos.

Uma outra situação reconhecida pelos dois lados é que se parte dos clubes assinasse com o Esporte Interativo e parte permanecesse com a Globosat, muitos jogos não seriam exibidos na TV a cabo. Isso porque segunda a legislação brasileira não prevalece o mando de campo. “Pela Lei Pelé, ambos os times teriam que estar fechados com a mesma emissora para que sua partida possa ser transmitida'', explica o especialista em direito esportivo Heraldo Panhoca.

Nas negociações com o Esporte Interativo, os clubes pedem que a repartição do dinheiro siga o modelo inglês. Cartolas dos clubes também se impressionaram com a aquisição do Esporte Interativo pelo poderoso grupo Turner, que resultou na compra dos direitos da Liga dos Campeões pelo canal.

O empenho do canal em tirar o Brasileiro da Globosat é justificado pela necessidade de ter que preencher grade com eventos atrativos que possam ser transmitidos ao vivo, especialmente à noite e aos fins de semana.

O Esporte Interativo ainda não entrou na grade da operadora Sky.



_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

293 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 01/02/16, 04:22 pm

avatar

Negociando e negociando os clubes vão conseguir o que queriam, mais dinheiro da Globo, e o EI serviu apenas como cobaia, já que não interessa o contrato deles. Mad

Concorrência do EI faz Globo acenar com mudança na divisão de cotas

fonte: esporte e mídia

Pressionada pela proposta superior feita pelo Esporte Interativo, a Globo acenou para certos clubes com uma mudança no conceito da divisão de cotas de TV do Campeonato Brasileiro para renovar a partir de 2019. Segundo o UOL Esporte, por Rodrigo Mattos, a promessa seria buscar um fórmula mais igualitária, assim como a concorrente. O problema é que contratos da emissora carioca são empecilho para essa alteração que revolucionaria o quadro.

O Esporte Interativo atraiu sete grande clubes para a mesa com uma proposta que diz ser nove vezes maior do que a da Globo (R$ 550 milhões contra R$ 60 milhões). Além disso, permitiu que os times decidissem a fórmula de divisão do dinheiro, e a adotada foi a do Campeonato Inglês, 50% igual, 25%, critério técnico, 25%, audiência. Assim, atraiu descontentes.

Para recuperar a confiança desses clubes, a Globo passou a acenar para alguns clubes com uma alteração na divisão de cotas sem grandes vantagem para Corinthians e Flamengo. Um das propostas seria 40% de divisão igual, 30% de premiação, e 30% de audiência.

A fonte confirmou que pelo menos dois clubes, São Paulo e Grêmio, receberam ofertas da Globo com modelos após a concorrência do Esporte Interativo. Em ambos, as cotas se alterariam em relação à proposta anterior. Mas não foi possível saber como ficariam os percentuais.

O problema é a incerteza se a Globo poderá cumprir essa promessa. Os contratos do Brasileiro são individuais. O Corinthians tem uma garantia da Globo de que terá um ganho maior juntamente com o Flamengo. O clube rubro-negro tende a fechar com a emissora carioca, e poderia pensar na melhor proposta do Esporte Interativo se perdesse a vantagem.

Além disso, a maior parte do dinheiro oferecido pela Globo é relacionado à TV Aberta, e não a fechada. Por isso que a emissora carioca sempre viu justificativa para Corinthians e Flamengo levarem mais dinheiro: porque tem mais jogos na grade e dão melhor audiência.

No momento, sete clubes estão mais próximos do EI, Santos, Fluminense, Grêmio, Internacional, Bahia, Coritiba e Atlético/PR. Negociam em bloco. Mas isso não significa que vão fechar. Flamengo e São Paulo conversam com ambos, mas estão mais próximo da Globo.



_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

294 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 27/02/16, 05:44 pm

avatar

Com estes valores, o campeonato paulista jamais vai acabar, já que os clubes daqui lucram mais do que os clubes de outros estados. Smile

Saiba quanto a Globo paga aos clubes pelos direitos dos estaduais

fonte: Esporte e Mídia

Por conta das negociações com emissoras interessadas na transmissão do Campeonato Brasileiro, só se fala em cotas de TV. No entanto, existe um torneio totalmente presente em nossas vidas, casas e aparelhos de TV, para o qual pouco nos atentamos. Tratam-se dos estaduais, cujas renegociações também se encontram em pleno vapor, ainda que envolvam cifras menos polpudas e distorções muito mais injustificáveis do que as geralmente apontadas.

Assim como tantas outras receitas de marketing, os valores pagos pelos estaduais não são fáceis de ser descobertos. Primeiro porque, nos balanços patrimoniais, a maioria dos clubes não discrimina as receitas de televisionamento. Eles classificam-nas como “Cotas de TV” numa conta única, sem separar Brasileirão, estaduais e outros torneios. E eles são muitos: Libertadores, Copa do Brasil, Primeira Liga ou amistosos, todos trazem recursos pagos pela televisão.

Enfim: com base em informações veiculadas na mídia, balanços, orçamentos e borderôs (como os da FERJ, que incluem cotas de TV), este seria o ranking dos quatro principais estaduais do país:

Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos - 17 milhões
Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo - cerca de 7,8 milhões
Internacional e Grêmio - cerca de 7,6 milhões
Cruzeiro e Atlético/MG - cerca de 7 milhões
Ponte Preta - entre 5 e 6 milhões
Demais pequenos de SP - cerca de 3 milhões
Pequenos do RJ - entre 480 mil e 2,5 milhões
Pequenos do RS - cerca de 800 mil
Pequenos de MG - cerca de 300 mil

Percebam, em primeiro lugar, a discrepância de valores entre estaduais e o Brasileirão. Embora o nacional dure exatamente o dobro de um estadual (seis meses e vinte dias, contra três meses e dez dias do Carioca), a diferença paga chega, em alguns casos, a mais de dez vezes. Isto sem discrepância nas audiências – com leve tendência (acreditem) aos próprios estaduais: em 2015, dezesseis jogos do Paulista registraram média de 18,5 pontos para a Globo (quem paga a conta), enquanto 38 jogos dos clubes de São Paulo bateram 17,9 pontos no Campeonato Brasileiro.

Em segundo lugar, temos a diferença a favor do Paulista em detrimento dos demais torneios. Aí, parte da explicação reside nas rodadas de negociação: em São Paulo, os valores se referem à última leva de assinaturas*, fechada ao final de 2015 e válida pelos próximos anos. Já no Rio e no Rio Grande do Sul, o último ano do antigo contrato é justamente o atual, com conversas possivelmente iniciadas nos próximos meses. Antes do litígio entre Fla, Flu, FERJ e Primeira Liga, estimava-se para os cariocas algo em torno de R$ 11 milhões, que podem cair pela manutenção das incertezas.

*Estima-se que as luvas tenham ficado na casa dos R$ 20 milhões.

Ainda assim, a primazia de Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos se manterá. Diferente do Brasileirão – quando a Globo equipara Flamengo e Corinthians – pelos estaduais, os times do estado mais rico se beneficiam da robustez de seu mercado. Isto num torneio transmitido apenas para dentro de suas fronteiras, ao contrário do Carioca – veiculado em outras 14 praças.

Em terceiro, verifica-se a total equiparação dos grandes de um mesmo estadual no rateio da grana. A projeção desta equidade distributiva configura um sonho para a maioria dos clubes envolvidos na gritaria contra a suposta “espanholização”. Seguindo critérios de audiência e número de partidas, Flamengo e Corinthians recebem muito mais do que seus pares no Campeonato Brasileiro. Nos estaduais, não.

Um quarto elemento ainda salta aos olhos. Miudezas à parte, os maiores times do Rio recebem igual aos grandes gaúchos e mineiros. E isto não se dá porque a Globo paga o mesmo, mas porque nestes, os clubes de menor investimento pagam a conta. Enquanto no Rio um pequeno desembolsa até R$ 2,5 milhões (em São Paulo, mais de R$ 3 milhões), no Rio Grande não se aufere mais do que R$ 800 mil. Melhor do que em Minas, onde restam míseros R$ 300 mil para cada agremiação.

Enquanto o foco no Brasileirão recai sobre absurdos bem menos inexplicáveis, a verdade é que as cotas de TV nos Estaduais são aquilo que se convencionou por “samba do crioulo doido”. Valores baixos, distribuição heterodoxa e equiparação de clubes de porte totalmente diferente.

Que o diga a Ponte Preta, faturando quase igual ao Flamengo…

Fonte: Vinicius Paiva (Blog Teoria dos Jogos)





_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

295 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 06/03/16, 09:34 am

avatar

Com certeza devo prestigiar aos jogos da Eurocopa em detrimento ao brasileirão, a competição terá as melhores seleções da europa, assistir ao capenga futebol brasileiro está ficando triste. Crying or Very sad

Band vai prorizar a Eurocopa em jogos simultâneos com o Brasileiro; Globo não

fonte: Esporte e Mídia

Alguns jogos da Eurocopa irão coincidir com as partidas do Campeonato Brasileiro aos domingos e, segundo o UOL, por Flávio Ricco, pelo lado da Band, a prioridade será o torneio de seleções. Quanto à Globo, tudo indica, irá prevalecer a escolha pelos jogos dos clubes nacionais.



_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

296 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 26/03/16, 11:55 am

avatar

Novo canal espn entra no ar no Brasil. Smile

Cabo Telecom estreia novo canal esportivo em sua grade: o ESPN Extra

fonte: Esporte e Mídia
http://www.esporteemidia.com/2016/03/cabo-telecom-estreia-novo-canal.html

A operadora Cabo Telecom adicionou em sua grade, nesta quinta-feira, o canal ESPN Extra HD, segundo o site Line-Up. A empresa tem cliente na região da grande Natal/RN.

No site da operadora tem o seguinte texto descrevendo o canal: Só quem tem esportes no DNA pode oferecer mais um novo Canal de Esportes em HD, o ESPN EXTRA, com a melhor seleção de conteúdo esportivo ESPN para você. No ESPN EXTRA, o fã do esporte além de curtir o melhor do Jornalismo ESPN, sinônimo de credibilidade, poderá acompanhar jogos do futebol brasileiro, como os Brasileirão Sub 20 e SUB17 e o melhor do futebol internacional nos campeonatos Espanhol, Inglês, Alemão, holandês e Italiano. Também não poderia faltar os Esportes Americanos Universitários e NHL, Tênis, Rugby, Hóquei, Boxe, Esportes Radicais, Documentários e muito mais. ESPN EXTRA, a melhor seleção ESPN para você.

A Cabo Telecom é a primeira operadora do país a disponibilizar o canal.

Em dezembro do ano passado, em contato com a assessoria de imprensa da ESPN, sobre a inclusão de nova frequência de imagens no MUX ESPN - no satélite SES 6 BANDA C -, com o nome de ESPN3, o Esporteemidia.com recebeu o seguinte comunicado da ESPN. "A ESPN trabalha constantemente para aprimorar a qualidade de seu conteúdo e por isso realiza testes com frequência. Por questões estratégicas, não comentamos questões relacionadas ao planejamento da empresa".



_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

297 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 19/04/16, 05:56 pm

avatar

BandSports começa a mostrar o Campeonato Chinês no próximo sábado

fonte: Esporte e Mídia

Uma novidade chegando na programação do BandSports. O canal já anuncia a aquisição dos direitos de transmissão do Campeonato Chinês que conta atualmente com mais de vinte jogadores brasileiros, além de atletas como Walter Montillo e Marcelo Moreno. Lavezzi, Jackson Martínez e Gervinho.

A primeira transmissão acontece no próximo sábado (23), às 04h30 (de Brasília), com o duelo entre Ghangzhou R&F x Jiangsu Suning.

O campeonato, iniciado no mês passado, é disputado no mesmo formato das principais ligas nacionais do mundo. Os 16 times se enfrentam em turno e returno e, ao final das 30 rodadas, é definido o campeão no sistema de pontos corridos. Os três primeiros colocados se garantem na Liga dos Campeões da Ásia, e os dois piores vão para a China League One em 2017.

ATUALIZAÇÃO: O BandSports adquiriu os direitos de transmissão das temporadas de 2016 e 2017 e informa que vai exibir pelo menos 1 jogo ao vivo por semana.



_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

298 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 05/05/16, 04:36 pm

avatar

A Band está em crise, e não renovou contrato com a Globo, para exibição do Campeonato Brasileiro deste ano, mas parece que a Turner deverá comprar 30% da emissora paulista, vamos ver. Surprised

Fim da parceria com a Band indica tendência da Globo de migrar futebol para TV fechada, diz especialista


fonte: Esporte e Mídia

O fim da parceria entre Globo e Band nas transmissões do Campeonato Brasileiro aponta mudanças bem significativas na questão mercadológica, de acordo com o Lancenet!, por Amir Somoggi (consultor de marketing e gestão esportiva).

Em termos de marketing, as empresas publicitárias agora terão um espaço a menos para divulgar suas respectivas marcas, pois o futebol, ao menos até este momento, está com uma tela a menos.

Este rompimento também indicaria a tendência global de que o futebol vá migrar para a TV fechada. A prova disto é que, além dos jogos de pay-per-view oferecidos pela própria Globo, atualmente o Esporte Interativo tenha entrado em uma disputa tão acirrada para obter os direitos de transmissão para partidas do Campeonato Brasileiro.

Naturalmente, esta " migração" para a TV fechada não irá acontecer tão drasticamente. Os canais abertos ainda são muito representativos na televisão brasileira, e com mais estrutura e condições financeiras do que os canais fechados (especialmente os voltados para o futebol).

Ainda segundo a fonte, resta, agora, às Organizações Globo, rever os conceitos monopolísticos que criou, e viabilizar condições melhores para uma parceria, para não ficar refém de seus próprios erros. Caso contrário, a concorrência ficará ainda mais acirrada.



_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

299 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 06/05/16, 06:24 pm

avatar

Os canais do governo como tv cultura e tv Brasil também seriam boas opções, já que pegam por todo o Brasil. Surprised

RedeTV! tem interesse em transmitir o Brasileirão caso a Globo reduza valores na negociação

fonte: Mídia Esportiva

Com transmissões do NBB, da Superliga de Vôlei, da Série B do Campeonato Brasileiro e de outras competições, como vôlei de praia e rugby na "Super Faixa do Esporte", a RedeTV! tem demonstrado que quer valorizar ainda mais este nicho, devido ao bom retorno.

A emissora se animou com o fato da Band ter desistido de transmitir a Série A do Campeonato Brasileiro, já que é uma competição importante - a maior delas - do futebol brasileiro. A informação é do NaTelinha, por Gabriel Vaq

Porém, tão rápido quanto a animação, foi o pessimismo. A Globo consultou a RedeTV!, que reafirmou estar interessada no evento, mas que os valores praticados para a parceria são muito altos.

Estima-se que a Globo tenha pedido cerca de 175 milhões de reais por ano para a RedeTV!, o mesmo que a Band vinha pagando nos últimos tempos, o que a emissora de Osasco considerou "um absurdo". Este valor é praticamente 60% do que a RedeTV! fatura em um ano.

Com os custos operacionais para a transmissão de um evento deste porte, o canal de Amílcare e Marcelo teria que gastar praticamente todo o seu faturamento atual para colocar no ar. Isso desanimou a direção, que hoje considera a negociação "improvável", ao menos que a Globo aceite diminuir sua pedida entre 20% e 30%.

Considerando que a emissora carioca quer um parceiro, já que não pretende ficar sozinha com o Brasileirão, ela estaria aberta às negociações, mas ainda não se sabe se estaria disposta a baratear o contrato.



_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

banzé

300 Re: Esportes, Marketing e Negócios em 12/05/16, 04:02 pm

avatar


Liga do Campeões estuda mudança de formato e jogos aos fins de semana


Alteração valeria a partir de temporada 2021/2022, quando tem início novo acordo com emissoras de televisão

Por Redação - São Paulo (SP) em 10 de Maio de 2016 às 15:06

A Liga dos Campeões estuda a possibilidade de reprogramar o calendário do futebol europeu. Segundo a BBC, a Uefa estaria disposta a incluir algumas partidas da principal competição de clubes do continente nos finais de semana a partir da temporada 2021/2022. A ideia serviria para rentabilizar ainda mais a arrecadação da liga europeia.

Para a competição, isso significaria que as partidas, que hoje são disputadas às terças e quartas às 20h45 (horário europeu) passariam a acontecer aos sábados e domingos, dias em que a audiência é maior.

A Uefa, porém, afirma que “ainda é cedo para especular sobre mudanças de formatos” e que até 2021 não irá modifilcar a fórmula de disputa atual por causa de compromissos contratuais com as emissoras de televisão.





Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/liga-do-campeoes-estuda-mudanca-de-formato-e-jogos-aos-fins-de-semana_30380.html#ixzz48TB0YEMU


_________________
fórum KDABRA: Very Happy
http://kdabra.forumbrasil.net
Ver perfil do usuário http://fumetteiros.omeuforum.net

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 12 de 14]

Ir à página : Anterior  1 ... 7 ... 11, 12, 13, 14  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum